Ensino Superior

Voto antecipado conta com adesão de 274 alunos

Sam Martins

Flexibilidade de voto pretende aumentar adesão. “Qualquer pessoa é capaz de mudar o resultado, logo é importante votar”, declara estudante. Por Luís Gonçalves e Sam Martins


Em época de eleições para a Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra (AAC) e para a Mesa da Assembleia Magna da AAC, decorreu, no dia 14 de novembro, o voto antecipado. O local escolhido para ocorrer a votação foi a Sala de Estudos da casa, entre as 10 e as 21 horas, e contou com 274 associados efetivos a exercer o seu direito de voto.

O presidente da Comissão Eleitoral, Daniel Tadeu, refere a importância da existência deste dia, pois “alguns estudantes não têm aulas no final da semana e não se justifica a deslocação propositada paravotar”. Além disso, quem não consegue votar nesse dia, por outros motivos, “tem essa possibilidade”. Este é o caso de Ana Borges, estudante de História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC), que afirma ter “horário cheio, com muitas aulas”.

Para o voto antecipado não foi necessária inscrição prévia, como é mencionado pelo dirigente, assim “é só vir e votar”. Daniel Tadeu salienta ainda que “ao votar hoje, já não é possível votar no dia 17” pois o voto fica bloqueado devido ao uso de um sistema digital nas eleições. Na possibilidade de uma segunda volta de eleições, o presidente da Comissão Eleitoral refere que o voto antecipado vai ocorrer a 22 de novembro, e dia 24 passa a ser a data efetiva de votações.

No que toca às expectativas em termos de adesão, Daniel Tadeu declara que “não são muito altas”, devido às urnas só estarem presentes “no edifício da AAC”. Acrescenta que no dia 17 vai ser “natural haver mais pessoas” a votar, pois vão haver pontos de votação “em todas as faculdades e nos diversos polos”.

Quanto à importância da existência do dia extra de votação, Daniel Tadeu afirma não saber se vai haver diferença no resultado. Para Alexandra Isabel, estudante de Serviço Social da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da UC, o facto de haver apenas um dia “restringe muito” o voto, e com o antecipado pode haver mais adesão. Na opinião de Eduardo Dinis, estudante de História da FLUC, “qualquer pessoa é capaz de mudar o resultado, logo é importante votar”. Na perspetiva de Melissa Soares, aluna de Engenharia Química da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC “é uma opinião dada em relação ao futuro dos estudantes”.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top