Cidade

Novas Luminárias na Baixa de Coimbra podem economizar até 66% de energia

Fotografia cedida por Ana Morais

CMC, em colaboração com a E-Redes, promove mudança de 124 luminárias da Baixa. Em 2023 está prevista outra fase de substituição de luminárias na zona da Alta. Por Mateus Araújo e Ana Vidal

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) está a fazer a substituição das luminárias na zona da Baixa. Segundo nota de imprensa do município, os trabalhos estão inseridos no projeto-piloto “FlexIP”, desenvolvido no âmbito do laboratório vivo de inovação e tecnologia #CoimbraCityLab. Este é o primeiro programa a nível nacional a implementar tecnologia LED num centro histórico.

Com um sistema ‘cut off’, as 124 novas luminárias possibilitam rentabilizar o seu funcionamento, o que implica numa redução direta do consumo total para cerca de 66%, ao emitir luz para o pavimento ao invés dos edifícios. Além disso, a iluminação LED é menos poluidora do ponto de vista luminoso em comparação com a tecnologia atual de vapor de sódio de alta pressão.

Pretende-se que este projeto seja “dois em um”, afirma a vice-presidente da Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra (APBC), Orlanda Duarte. Por um lado, explica que estas intervenções contribuem para uma maior sustentabilidade. Por outro lado, os custos com a manutenção são reduzidos, já que, segundo Orlanda Duarte, as novas luminárias não possuem vidros, que ficam frequentemente sujos e requerem manutenção para não obstruir a luminosidade.

A vice-presidente da APBC menciona também que a instituição está em contacto permanente com a CMC para que se proceda à substituição da cobertura de alguns pontos que se encontram sem luz ou com iluminação deficiente no menor tempo possível. Estas medidas, refere a edil, vão beneficiar tanto os conimbricenses quanto os visitantes. Sobre as restantes luminárias instaladas que ainda não são de tecnologia LED, a CMC está a avaliar a forma mais rápida e eficiente de conseguir maiores poupanças energéticas e, por consequência, uma redução de custos.

Em Julho deste ano, o município apresentou o projeto de iluminação inteligente na Quinta de São Jerónimo. Está calculada outra fase de substituição de número idêntico de luminárias, desta vez na zona da Alta, já em 2023. Fora a iluminação, pretende-se também testar vários sensores no universo da Internet das Coisas, como a rega inteligente, contagem de veículos, temperatura, humidade, medição de gás carbónico, partículas aéreas e percentual de resíduos sólidos urbanos em contentores. A observação desses dados servirá de apoio à implementação de medidas mais eficientes e sustentáveis.

O Jornal A Cabra tentou entrar em contacto com o município de Coimbra, no entanto, não obteve resposta até ao momento.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top