Ciência & Tecnologia

NerveGen vence a 1ª edição do Prémio de Inovação J. Norberto Pires

Paulo Amaral

Projeto impacta qualidade de vida e produtividade dos pacientes. Prémio incentiva desenvolvimento da investigação científica na UC. Por Daniela Fazendeiro e Carolina Silva

Jorge Coelho, docente e investigador do Departamento de Engenharia Química da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, foi o responsável pelo projeto NerveGen, o vencedor da 1ª edição do Prémio de Inovação J. Norberto Pires. A entrega desta distinção, atribuída pela Universidade de Coimbra (UC), realizou-se esta quarta-feira, dia 9, no evento Inovação@UC, que teve lugar no Convento de São Francisco.

O docente revelou que “é um enorme orgulho para o grupo de investigação receber este reconhecimento da UC, que reflete o trabalho de um conjunto de investigadores durante vários anos”. O desenvolvimento de projetos impactantes a nível social foi considerado pelo mesmo como um pilar decisivo na afirmação da universidade. Neste momento, a equipa está a trabalhar na criação de um ‘spin-off’ com o intuito de levar o produto para o mercado.

A iniciativa caracteriza-se pela produção de dispositivos médicos biodegradáveis que permitem a ligação e reconexão das duas extremidades de um nervo lesionado. A perda de funções sensoriais e motoras de pessoas que sofreram lesões dos nervos periféricos é o problema que este projeto procura colmatar.

O tubo-guia, criado pela equipa liderada por Jorge Coelho, revela-se como vantajoso face a soluções anteriores para o mesmo problema. Os benefícios apresentados passam pela resistência estrutural à sutura, a não produção de subprodutos tóxicos, a possibilidade de produção adequada às necessidades especificas de cada paciente, entre outras.

O reitor da UC e presidente do júri do Prémio de Inovação J. Norberto Pires, Amílcar Falcão, reconhece que “o projeto NerveGen é um exemplo claro do que deve ser a produção científica da UC: inovadora, distintiva e orientada para o bem comum”. A presidente do Conselho Geral da UC, Gabriela Figueiredo Dias, qualificou este prémio como motivo de orgulho para o conselho, que sugeriu a sua criação em tributo ao falecido investigador. “Trata-se, em simultâneo, de um tributo ao professor e conselheiro Norberto Pires e de um estímulo ao empreendedorismo e inovação”, reforça a mesma.

Esta iniciativa anual procura estimular e reconhecer inovações desenvolvidas por alunos, funcionários, docentes ou investigadores da UC. Além da atribuição de um diploma existe também uma recompensa monetária no valor de seis mil euros.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top