Cidade

2ª fase do projeto Empreende+ abre candidaturas

Renato Duarte

Projeto Região de Coimbra Empreende+ promove ciclo de ‘workshops’ para jovens empreendedores da região de Coimbra. Iniciativa arranca dia 9 de novembro com segunda edição. Por Renato Duarte

O ciclo de divulgação do “Programa de Aceleração de Ideias de Negócio” do projeto Região de Coimbra Empreende+ (RCE+) está de regresso para uma segunda edição entre os dias 9 e 23 de novembro. Com o objetivo de incentivar ao empreendedorismo qualificado e criativo, a iniciativa promove uma série de ‘workshops’ de sensibilização que vão decorrer nos 19 municípios que integram a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC).

Organizada pela CIM-RC em parceria com a Incubadora do Instituto Pedro Nunes (IPN), o projeto procura incentivar o empreendedorismo a nível regional ao apoiar o desenvolvimento de ideias de negócio, sobretudo as que resultem das áreas do conhecimento, da tecnologia e/ou das indústrias criativas e, ainda, “colocar os municípios a trabalhar em rede, de forma articulada”, como ressalva Alexandre Almeida, gestor de projetos de incubação do IPN e um dos coordenadores do RCE+. Através de apoios como a consultoria aos projetos candidatos, ou até de bolsas e prémios financeiros para um concurso regional, o programa RCE+ procura ajudar jovens empreendedores a desenvolver uma iniciativa empresarial.

Neste segundo ciclo de workshops, tal como no primeiro, as sessões de trabalho vão reunir potenciais investidores e mentores com experiência em empreendedorismo e inovação. O objetivo é divulgar o “Programa de Aceleração” de novas iniciativas empresariais no território, bem como as bolsas disponíveis. O evento vai “decorrer em cada um dos 19 municípios num ‘roadshow’ com um ‘workshop’ por município” e, como acrescenta ainda Alexandre Almeida, estes são abertos ao público, uma vez que procura “dessiminar o projeto pela comunidade”. Numa primeira fase de candidaturas vão ser selecionados 25 projetos para o “Programa de Aceleração”, que consiste numa consultoria privada, e numa segunda 15 terão acesso às bolsas, que variam entre os 700 e os 1 200 euros.

Alexandre Monteiro destaca uma componente de “descriminação positiva para aquilo que é o empreendedorismo feminino”, sendo que existe no “Programa de Aceleração” um “critério de majoração para equipas compostas por elementos mistos ou só com elementos do sexo feminino” e das 19 bolsas sujeitas a atribuição “pelo menos cinco têm que obrigatoriamente ser atribuídas a mulheres”. O projeto procura, assim, “incentivar à participação cada vez maior das mulheres em iniciativas empresariais”. As candidaturas para a sengunda fase já podem ser submetidas no site da Região Coimbra Empreende+.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top