Cultura

Semana começa embalada por Sarau

Gabriela Moore

Sarau Académico e Feira Cultural dão início a Festa das Latas 2022. Evento não contou com presença de grupos da Secção de Fado da AAC. Por Gabriela Moore

Nesta segunda-feira, dia 3, reuniram-se nos Jardins da Associação Académica de Coimbra (AAC) várias pessoas interessadas em ouvir os diferentes grupos académicos conimbricenses. Organizado pela Direção-Geral da AAC (DG/AAC), o Sarau Académico contou com a participação da Phartuna, Imperial TAFFUC, As FANS, TFMUC, Quantunna, TMUC, Mondeguinas, Desconcertuna, Coral Quecofónico do Cifrão e FAN-Farra Académica de Coimbra.

As atuações começaram às 19h30 e, apesar da pouca adesão no início, o público aumentou com o passar da noite. A presença de grupos académicos e tunas de diferentes faculdades, segundo Daniel Aragão, vice-presidente da DG/AAC, ajudou na divulgação pela “proximidade” que estes têm com os seus respetivos estudantes. O vice-presidente da DG/AAC sente que “abrir o Sarau para que todos tivessem a possibilidade de participar” foi um ponto marcante desta edição. O dirigente caracterizou ainda o evento como um “momento de partilha, convívio e interação entre pessoas de todos os cursos e faculdades”.

A presidente da TFMUC – Tuna Feminina de Medicina da Universidade de Coimbra, Joana Silva, disse ser uma “honra” começar a semana da Festa das Latas 2022 com o Sarau Académico. A vice-presidente do grupo, Francisca Simão, confessa que “é um público diferente daquele que seria se fosse no recinto”, mas confessa que “para o dia que é, ainda está uma boa quantidade de gente”.

Joana Silva menciona também uma tentativa de “inovar e melhorar a Festa das Latas”. Daniel Aragão faz referência ao palco e estrutura de som quando conta que este ano conseguiram “dar melhores condições” para quem ia atuar. “É importante dar dignidade a quem toca”, refere o dirigente associativo.

A ausência dos grupos da Secção de Fado da AAC (SF/AAC) fez-se sentir entre o público. A SF/AAC publicou em suas redes sociais um comunicado a explicar a decisão da não participação no Sarau Académico. Segundo a nota, “as condições proporcionadas aos grupos académicos são insuficientes e desrespeitosas”, o que tornou as atuações “inviáveis”. Também assinaram o documento o Coro Misto da Universidade de Coimbra, o Orfeon Académico de Coimbra e a Tuna Académica da Universidade de Coimbra.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top