Cidade

Jardim Botânico celebra 250 anos com visitas a escolas

Programa vai decorrer até ao fim do ano letivo 2022/2023. Equipa do JBUC espera incentivar crianças a visitarem o jardim botânico e entusiasmarem-se pelo mundo das plantas. Por Fábio Torres

Até ao final do presente ano letivo, o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra (JBUC) vai a todas as escolas de primeiro ciclo do ensino básico do concelho de Coimbra para celebrar os 250 anos de história. O programa, denominado “O Jardim vai à Escola”, teve início no ano passado e foi retomado hoje, dia 21 de outubro.

Joana Cabral Oliveira, responsável pelos serviços educativos e de comunicação do JBUC, explica que “a ideia foi levar uma pequena parte do jardim” aos jovens, para que estes pudessem ter contacto com o mundo das plantas. O plano até agora tem sido o de visitar as zonas da periferia primeiro e só agora vão visitar localidades mais próximas a Coimbra.

Segundo a equipa, o programa traz vantagens tanto ao Jardim Botânico como aos mais novos. Para o JBUC, segundo Joana Cabral Oliveira, “é uma oportunidade de dar a conhecer os 250 anos de história, as plantas mais emblemáticas que há no espaço e alertar para o fascinante mundo das plantas e da proteção da diversidade vegetal”.

Para os pequenos e graúdos, e de acordo com a mesma, esta é uma oportunidade para “mudar algumas ideias pré-concebidas sobre as plantas”, tais como elas “não se mexerem”. Para além disso, Joana Cabral Oliveira refere ter reparado que nas primeiras escolas “algumas (crianças) nunca tinham visitado o jardim botânico”. Assim, o objetivo das sessões, que têm a duração de uma hora, é também o de incentivar os jovens a deslocarem-se ao verdadeiro jardim.

Nas sessões de uma hora, a equipa apresenta um tapete com um mapa do jardim, miniaturas de algumas árvores e partes de folhas que identifiquem a origem delas, como frutos especiais ou folhas de eucalipto de limão para as crianças poderem cheirar o odor. Ao mesmo tempo, levam uma pequena estufa com algumas plantas carnívoras, dado estas serem as mais “acarinhadas e visitadas na zona da estufa tropical”.

O programa vai ao encontro de um protocolo com a Câmara Municipal de Coimbra e têm tido ajuda de Ana Cortez Vaz, vereadora pela educação. A mesma esteve responsável pela calendarização com todas as escolas. São elas: Trouxemil e Torre de Vilela, Eiras e São Paulo de Frades, Santa Clara e Castelo Viegas, Assafarge e Antanhol, São Martinho do Bispo e Ribeira de Frades, Sé Nova, Santa Cruz, Almedina e São Bartolomeu e Santo António dos Olivais.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top