All for Joomla All for Webmasters
Cultura

Curso de Iniciação ao Teatro do CITAC regressa após a pandemia  

Arquivo

Inscrições e curso não têm qualquer tipo de custo. Diversidade e exploração pessoal são principais objetivos. Por Raquel Lucas

O Círculo de Iniciação Teatral da Academia de Coimbra (CITAC) prepara-se para um novo ano letivo, com a abertura das inscrições para o Curso de Iniciação ao Teatro, que vão estender-se até dia 1 de outubro. Com apenas vinte vagas, o curso vai contar com um processo seletivo de duas audições, que vão decorrer de 3 a 15 de outubro, e vai ter início oficial a 7 de novembro.

De acordo com a presidente do CITAC, Maria Forjaz, este “não é um grupo de teatro clássico”, pelo que a maior vertente do curso é a exploração pessoal e a performance. O objetivo é ter uma maior abertura e diversidade no que toca à exploração pessoal, seja a nível corporal, emocional, da mensagem ou da própria presença. Assim, refere que a finalidade não é “avaliar o quanto a pessoa sabe de teatro”, mas sim “ver a sua entrega”, pois “é disso que o CITAC precisa”.

O curso conta com oito formações, cada uma de duas semanas, e engloba várias vertentes do teatro. São elas a improvisação, interpretação, máscara neutra, voz, corpo e movimento, performance, técnicas de luz, som e os ‘suzuki-viewpoints’, descritos pela presidente como “os pontos de ocupação do corpo no espaço”. De acordo com Maria Forjaz, estes servem para que os formandos possam ter uma “noção de estar e de como estar em palco”.  

Após a formação vai haver um exercício final, previsto para dia 15 de abril, que vai consistir numa “espécie de encenação”. A presidente do CITAC esclarece que esta “não é uma encenação como as outras”, pois conta com uma produção de pouco tempo e é mais focada no processo criativo. “O objetivo é preparar e pensar o espetáculo enquanto uma criação coletiva, para que cada contributo individual possa gerar um todo.

O curso tem a duração de seis meses e decorre em período pós-laboral, de segunda a sexta, das 20 às 00 horas, sem qualquer tipo de custos. A divulgação das inscrições está a ser realizada através das redes sociais e vai contar, ainda, com a distribuição de cartazes alusivos ao curso. “Também vamos estar na receção dos novos estudantes a espalhar panfletos num espaço próprio para se poderem inscrever”, refere a presidente do CITAC.

Em termos de afluência, é costume o Curso de Iniciação contar com cerca de cem inscrições, o que torna o processo de seleção “complicado”. No entanto, o CITAC está disposto a “aceitar toda a gente, seja qual for a formação, nacionalidade ou idade”, como conta Maria Forjaz. A jovem acredita que “trabalhar em grupo com muitas pessoas que pensam de forma diferente faz crescer”, pelo que a diversidade é crucial. Dada a densidade do curso a nível de carga horária, a máxima é fazer com que “ninguém se sinta reprimido” e, assim, “incentivar o diálogo para diferentes cabeças criarem uma coisa una”.

“Se estiverem com medo, venham, estamos aqui para vos receber!” é a mensagem que Maria Forjaz deixa para aqueles que possam estar interessados em inscrever-se no curso. A jovem está convicta de que “vai ser uma boa experiência” e tanto os inscritos, como aqueles já envolvidos, vão poder “crescer muito, não só a nível intelectual e teatral, mas enquanto seres humanos”. Para si, é uma experiência “muito enriquecedora”.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top