All for Joomla All for Webmasters
Cultura

Variedade de estilos entrega público na primeira noite da QF’22

Fernando Daniel sente-se “honrado” por abrir concertos da festividade. Concerto do Plutónio homenageia falecido presidente da AAC. Por Jorge Botana

Fernando Daniel e Plutónio foram, nesta sexta-feira, os protagonistas do Palco Forum Coimbra da primeira noite da Queima das Fitas 2022. Os artistas entregaram-se ao público presente, que fez vibrar o Parque da Canção no regresso da Queima das Fitas nos moldes normais.

Com a vontade de cantar à frente de um público “ansioso”, segundo referiu em conferência de imprensa, Fernando Daniel foi o primeiro a subir ao palco. O artista de Ovar, considerou “uma honra dar o pontapé a uma semana incrível” e participar na “queima mais mítica do nosso país”. O seu concerto começou com o artista a “encontrar-se” com o público ao ritmo de “Raro”, uma das suas músicas mais conhecidas.

Fernando Daniel continuou a sua atuação com “Nada a perder”, uma canção que fez vibrar a plateia presente no queimódromo. Ao “Fim”, o artista aproximou-se com a música que realizou em colaboração a Carolina Deslandes. Fernando Daniel fechou o concerto com “Espera”, canção que aproveitou para lembrar que há 5 anos esteve na Queima das Fitas e percebeu que “gostaria de atuar nela” e pedir o público para “seguir os seus sonhos”.

Entre o público presente no concerto, a sensação mais repetida foi a “epicidade” da primeira noite da Queima, segundo afirmou Inês Fonseca, uma estudante que se encontrava no Parque da Canção. Joana, estudante, conta que “vieram de propósito de Lisboa” para seguir a Queima das Fitas e destacou que foi “incrível assistir ao vivo” Fernando Daniel.

Depois do artista de Ovar, chegou o turno de Plutónio, que afirmou sentir-se “honrado e agradecido” de participar no evento académico. Perante um público entregue ao ritmo do seu rap, o cantor começou com alguns dos seus temas mais populares. Os espetadores uniram-se ao ritmo de “Lucy, Lucy”, “1 de abril” e sentiram os “Dramas e Dilemas” do artista de Cascais.

Porém, o principal destaque do concerto de Plutónio foi a homenagem que a equipa do artista fez ao falecido presidente da Direção-geral da Associação Académica de Coimbra. O cantor decidiu honrar a Cesário Silva ao ritmo de “Meu deus”, canção que escolheu, segundo comentou em conferência de imprensa, por ter sido escrita apos “ter perdido um amigo muito próximo”.

Além dos concertos no Palco Principal, o público pode também usufruir o ritmo da tradição, representado pelas Tunas de Medicina (TMUC). Do outro lado o queimódromo uniu-se a modernidade dos concertos oferecidos no Palco RUC. A Queima das Fitas continua este sábado, dia 22, com Deejay Telio, Branko, Gerilson Insrael, as Mondeguinas e a Estudantina Universitária de Coimbra.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top