All for Joomla All for Webmasters
Cultura

Glamour reinou na penúltima noite da QF’22

Fábio Torres

Glam n’ Gorgeous em destaque no palco secundário. Magic Beatz fechou a noite com mistura de música eletrónica com ritmos africanos. Por Fábio Torres

O dia 26 da Queima das Fitas de Coimbra 2022 (QF’22) contou no palco secundário com apenas duas atuações: o espetáculo Glam n’ Gorgeous e o artista Magic Beatz. O espetáculo de ‘drag queens’ iniciou a animação por volta das 00h30, naquele que foi o penúltimo dia no recinto. Primavera Triste, GOULDS e DJKATE foram as ‘entertainers’ durante as quatro horas.

Mesmo no frente a frente com Chico da Tina, as ‘drags’ conseguiram, em menos de meia hora, atrair a sua multidão de pessoas e com o decorrer do tempo, os fiéis não abandonaram as três ‘performers’. Ana Casimento, de 23 anos, referiu que escolheu ir para o palco secundário “porque era drag” e que “ficou até acabar”. Também Pedro Fernandes, antigo estudante de Coimbra, partilhou o sentimento de ver o Glam n’ Gorgeous até ao fim.


As maiores migrações de pessoas ocorreram nos períodos em que não houve atuações no palco principal. Margarida Pereira, estudante da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC) referiu que ela e a amiga aproveitaram o intervalo para ir aos outros palcos. 

Ricarda Mendes, estudante da licenciatura de Jornalismo e Comunicação na FLUC, esteve presente com o seu grupo de amigos desde o momento em que o Chico da Tina acabou e adorou “a música e o calor do concerto e das pessoas”. Confessou ainda ter gostado do “ambiente LGBTQ ‘friendly’” do concerto.

João Trigo, estudante da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, veio para a QF e escolheu começar a noite pelo palco secundário. Admitiu que, embora tenha gostado da primeira atuação, “vai aonde o vento levar” durante o resto da noite. Por outro lado, Nuno Noronha, também estudante do Porto, decidiu ficar o tempo inteiro no mesmo palco e, em tom de gozo, referiu que “nada bate a Queima do Porto”. 


A mudança de Glam n’ Gorgeous para Magic Beatz, que ocorreu pelas 4h30, fez com que uma boa parte da audiência se deslocasse para outros palcos. Em sentido contrário, vieram pessoas do fim do concerto de Astrix, pelo que, em breves momentos, o espaço voltou a encher. Rodolfo Simões, estudante do mestrado de Bioquímica no Porto, foi um dos exemplos que decidiu acabar o resto da noite no palco secundário por “preferir este tipo de música”.

Magic Beatz tomou conta da última hora e meia e a maioria do público também decidiu acompanhar a atuação. Vários foram os estudantes que decidiram passar a penúltima noite do Parque no outro lado do recinto, ao som da mistura dos ‘beats’ eletrónicos com  ritmos africanos, característica do músico. Para além dos artistas do palco principal, a última noite do palco secundário vai contar com Dani 8125, DJ BIG, Birro, Mulaton e Porte.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top