All for Joomla All for Webmasters
Ensino Superior

Cortejo da QF’22 sofre alteração no trajeto

Arquivo

Carros vão passar pela Rua da Sofia e Avenida Fernão de Magalhães. Decisão foi tomada devido a condições de segurança. Por Carolina Charrua

O coordenador-geral da Comissão Organizadora da Queima das Fitas de Coimbra (COQF), Carlos Missel, após reuniões com as autoridades de segurança, informou que é necessário um novo trajeto para o cortejo. O novo percurso, em vez de seguir pela Ferreira Borges, vai passar pela Rua da Sofia, e posteriormente vai percorrer a rotunda da Cindazunda e atravessa-se a Fernão de Magalhães até ao Largo da Portagem, finalizando-se, o trajeto, na Ponte de Santa Clara.

Segundo o coordenador-geral da COQF’22, o que levou à alteração do trajeto foram condições de segurança, tomadas pela Polícia de Segurança Pública (PSP) de Coimbra, devido à rampa existente na Praça 8 de Maio. O piso da rampa, que fica molhado devido à bebida derramada ao longo do cortejo, “faz com que os carros escorreguem para trás, devido ao seu peso”, justifica.

Retirar os estudantes dessa rampa é da responsabilidade da PSP, que, de acordo com Carlos Missel “não quis dar parecer positivo este ano”. Esclarece ainda que a entidade “começou a exigir certas condições de segurança que há cinco ou 10 anos atrás não exigia.”

A alteração do percurso do cortejo é definitiva, sendo que a proposta para o futuro é que o trajeto comece a passar pela Via Central, que está a ser finalizada. Carlos Missel admite também que, apesar de ser uma alteração que se vai “estranhar no início”, vai permitir um “cortejo muito mais longo”.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top