All for Joomla All for Webmasters
Ensino Superior

Eleições para a DG/AAC decorrem com baixa adesão

Sofia Ramos

A uma hora do encerramento, mais de um milhar de estudantes votaram. Comissão Eleitoral apela à participação. Por Jorge Botana e Sofia Ramos.
Hoje, terça-feira dia 26, decorrem eleições para escolher o próximo presidente da Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC). As urnas abriram às 10h e vão fechar às 19h. Todos os estudantes da Universidade de Coimbra, cerca de 25.000, estão chamados a escolher entre a Lista V – Académica de Valores, presidida por João Pedro Caseiro, e a Lista U – Lutar em Unidade, representada por Diogo Vale.
Até às 17h00, segundo dados publicados pela AAC, 1202 pessoas votaram. A mesa eleitoral com mais participação até o momento é a localizada na Faculdade de Economia (FEUC), com 262 eleitores que já depositaram o voto. Daniel Tadeu, presidente da Comissão Eleitoral, informa que já foi levada uma “recarga à FEUC” e acredita que “está a ser uma eleição com alguma adesão tendo em conta a situação atípica”. Ao contrário, a menor participação regista-se na Faculdade de Ciências do Desporto, com 17 eleitores a votar até ao momento.
Na mesa instalada na sala de estudo da AAC, Beatriz Ribeiro, que se encontrava a substituir o presidente da comissão, afirma que “como é uma eleição excecional, não há a participação que costuma haver”. Ainda, considera que “a abstenção deverá aumentar comparativamente com a de novembro de 2021”, que ficou em 71,9 por cento.

Sofia Ramos


A opinião dos eleitores
Na urna localizada no edifício da Academia, Francisco Dinís, estudante de Direito, considera que “não estão a ser umas eleições normais”, tendo em conta a duração da campanha, as mobilizações e o contexto em que se celebram. Ainda, partilha que decidiu votar porque “é uma obrigação cívica de todos nós”. Apesar da abstenção, Francisco acredita que “se houve confiança em novembro, também deve haver agora no projeto de continuidade”.
Laura Ribeiro, estudante de Biologia, critica a candidatura da Lista U como “uma falta de respeito” e frisa que vai votar pelo projeto de continuidade. Além disso, aponta que “ninguém prevê estas situações” e que o “cargo era normal ter passado para o vice-presidente”. Outro estudante de Biologia, Rodolfo Silva, declara que não tem uma opinião formada, embora decidiu votar porque considera que é “um direito e um dever”.
Em relação à repetição das eleições, Angelica Ferreira, estudante de Direito, lamenta que foi “motivada por um acontecimento trágico”. Ainda assim, acredita que “faz todo o sentido que a equipa seja reeleita” porque acha que “será o melhor para a Academia e os estudantes”.
Daniel Tadeu apela à participação e esclarece que “os estudantes podem votar” em qualquer uma das mesas disponibilizadas. A comunidade académica pode exercer o direito a voto em 12 urnas distribuídas pelas faculdades, sendo que oito se encontram no edifício da AAC e o resto, localizadas na Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física, na FEUC, no Polo II e no Polo III.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top