Cultura

RUC às “Doses” para o 36.º aniversário

D.R.

Concerto, matinés e momentos de conversa como comemoração do aniversário da RUC. Os festejos prolongam-se até ao final de abril. Por Beatriz Jales e Sofia Ramos

À meia-noite desta terça-feira, 1 de março, cantaram-se os parabéns à Rádio Universidade de Coimbra (RUC) pelos seus 36 anos de história. A celebração iniciou-se na passada sexta-feira, 25 de fevereiro, com um ‘warm-up’ numa matiné brasileira de DJs RUC, na Casa das Artes.
O festejo continua com o concerto do brasileiro Luca Argel, no dia 4 de março às 21h30, no Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV). Este evento é o “mais clássico e o maior que a RUC organiza na celebração”, afirma o membro do Departamento de Informação da RUC, André Gerónimo. 

De acordo com o relatório de imprensa, o músico vem a Coimbra apresentar o seu trabalho “Samba de Guerrilha”, com o objetivo de relatar o processo de libertação dos povos através da música. A peça retrata a história do samba, que conta com mais de 300 anos e tem uma origem marcada por sistemas de opressão e racismo. O projeto foi introduzido ontem com uma emissão especial à conversa com o artista intitulada de “Samba, Intervenção e outras Bossas”.

André Gerónimo explica que a relação entre o concerto e as celebrações do aniversário está em integrar o tema da Semana Cultural da UC, “O Tempo”, através “dos 200 anos da independência do Brasil e de outros tempos de independência que também aconteceram, como Timor-Leste”. Para além disso, “pareceu interessante conjugar estes acontecimentos” e contar “uma narrativa histórica sobre a evolução de uma corrente musical e de um género artístico muito importante e visível”, aponta o colaborador da RUC.

Este tema vai ser aprofundado através de quatro ciclos de conversa, intitulados de “Tempo Cronológico”, “Tempo Climático”, “Tempo da Comunicação” e “Tempo do Teatro”. Os primeiros três têm como objetivo abordar “temas da atualidade, como o clima, transversais, como é a comunicação, e outros mais metafísicos, como a cronologia e a passagem do tempo”, explica André Gerónimo. 

O último ciclo realiza-se no Dia Mundial do Teatro, a 27 de março, em conjunto com o Círculo de Iniciação Teatral da Academia de Coimbra (CITAC), no qual se preveem “alguns momentos mais teatrais em direto e algumas surpresas”, acrescenta o membro da RUC. O mês de abril inicia-se com uma matiné na Casa de Artes Bissaya Barreto, no dia 1, e termina com a Festa de Encerramento na Real República Rápo-Taxo, dia 24.

O tema deste aniversário é “Dose”, já que, de acordo com André Gerónimo, “36 anos é mesmo dose!”. O colaborador esclarece que “é isso que se quer partilhar com os ouvintes, não só que a RUC a funcionar é bom, mas que também é uma boa dose ligar a RUC e ouvir a emissão”. Para finalizar, o integrante da rádio apela aos leitores que vão ao concerto, que “é uma narrativa histórica, um teatro também de esperança” e relembra que os bilhetes já estão à venda.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top