Cidade

Primeiro camião com bens recolhidos em apoio à Ucrânia parte para a Polónia

Débora Cruz

Presidente da CMC, José Manuel Silva, diz que “objetivo ainda não está cumprido”. CMC mostra-se disponível para retomar iniciativa assim que possível. Por Débora Cruz e Iris Palma

Partiu hoje, do Armazém do Bolão, um camião com os itens recolhidos em apoio ao povo ucraniano. Os bens não perecíveis que foram recebidos pela Câmara Municipal de Coimbra (CMC), entre os dias 1 e 4 de março, têm como destino a cidade de Chelm, na Polónia. Estima-se que a viagem dure cerca de três dias.

Produtos alimentares, brinquedos, cobertores e materiais de desinfeção encontram-se entre os bens angariados. O presidente da CMC, José Manuel Silva, anuncia que o “objetivo não está cumprido”, visto que esta é apenas uma das fases do processo de apoio ao povo ucraniano. Ana Cortez Vaz, vereadora com o Pelouro da Ação Social da CMC, sublinha que a recolha de bens teve de ser suspensa porque “já tinha sido recolhido muito material e a capacidade de logística foi ultrapassada”.

José Manuel Silva adianta que o município de Coimbra acolheu, até ao momento, cerca de uma dúzia de refugiados ucranianos que tinham familiares a residir na cidade. O presidente afirma ainda que a CMC entrou em contacto com o Consulado e a Embaixada da Ucrânia de forma a disponibilizar-se para acolher mais pessoas. “Iniciou-se o processo de solicitação ao povo de Coimbra para que recebam nas suas casas refugiados ucranianos”, declara o presidente. Ana Cortez Vaz acrescenta que “várias pessoas já se mostraram disponíveis para ceder as suas habitações”.

Apesar do “apoio solidário” demonstrado pelos conimbricenses, José Manuel Silva argumenta que o seu desejo é “que a guerra termine e que a ajuda ao povo ucraniano deixe de ser necessária”. Porém, assegura que a cidade vai tentar estar preparada para receber centenas de refugiados. “Coimbra e a CMC têm esta missão comunitária e solidária”, declara. A recolha de bens não perecíveis vai ser retomada quando houver mais meios, indica a vereadora da CMC. José Manuel Silva salienta que a adesão à iniciativa tem correspondido às expectativas dada a “participação massiva dos conimbricenses”.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top