Ensino Superior

NEFLUC/AAC promove discussão sobre impacto do conflito ucraniano

Fotografia cedida por Luís Castro

Debate sobre guerra traz reflexão sobre direitos humanos. Hipótese de novas rodas de conversas sobre outras contendas a níveis globais. Por Larissa Britto

Na próxima quarta-feira, 23 de março, a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC) vai sediar uma palestra e debate sobre as “Origens e Impactos” acerca do conflito na Ucrânia. A atividade vai decorrer no Teatro Paulo Quintela, às 17 horas, em parceria com a Sociedade dos Debates da UC (SDUC), a Amnistia de Coimbra e com a Cruz Vermelha Portuguesa, e destaca-se em reflexões sobre os direitos humanos. O presidente do Núcleo de Estudantes da FLUC da Associação Académica de Coimbra (NEFLUC/AAC), Luís Castro, destaca que é importante a conversa sobre o assunto, pois “numa situação de guerra há sempre transgressões àquilo que são os direitos humanos”.

Neste âmbito, todos os oradores convidados “são especializados nas áreas das Relações Internacionais e da Ciência Política”, conta Luís Castro. Adiciona ainda que foi decidido fazer tal palestra pois é relevante para a FLUC, “casa de estudantes de várias nacionalidades, sobretudo aos alunos russos e ucranianos, que estão no centro desta situação”. Desta forma, acredita ser “sempre importante falar de direitos humanos, seja qual for a circunstância, acima de tudo num contexto de conflito”.

O presidente do NEFLUC/AAC evidencia a importância de falar sobre a guerra da Ucrânia, já que “Portugal tem recebido muitos refugiados”. Completa ainda que é necessário tratar os refugiados de outros países em situação de guerra da mesma forma que os ucranianos estão a ser tratados. “Os portugueses têm o dever e a obrigação de apoiar todos os refugiados por igual”, alega o dirigente. Luís Castro declara que a escolha da Ucrânia como tema central da futura palestra deveu-se por ser “o conflito que possui mais destaque neste momento”. Acrescenta que está nos planos do NEFLUC/AAC executar outros “eventos como este, para englobar outros conflitos que estejam a ocorrer num futuro próximo”.

Luís Castro expõe que o conflito na Ucrânia “acaba por ser uma questão que toca a todos de maneira direta ou indireta”. Além disso, argumenta que já “é possível sentir o reflexo disto por toda a Europa”, uma vez que o custo de vida está a aumentar. O presidente do NEFLUC/AAC diz ser “importante para o resto dos estudantes da UC terem uma perspectiva do que pode mudar com o atual conflito, além de perceberem quais linhas de apoio devem ser usadas”. Estende o convite “à comunidade estudantil para que haja uma consciencialização geral sobre o que se deseja transmitir”.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top