Cultura

“Ecos Coloniais” que se ouvem no presente

Alexandra Guimarães

Fotografias e textos trazem a público tema do colonialismo. Exposição faz parte de projeto que reúne universidades internacionais. Por Alexandra Guimarães

O Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra (UC) está a acolher a exposição “Ecos Coloniais: Histórias, Patrimónios e Memórias”, organizada pelo Centro de Estudos Sociais da UC. A mostra está integrada na XXIV Semana Cultural da UC e pode ser visitada até dia 31 de março, entre as 9 horas e as 17h30.

A iniciativa resultou de um trabalho coletivo de investigação sobre o património de Lisboa, procurando vestígios da história colonial e imperial portuguesa no passado e na atualidade. Contudo, esta cidade serviu como ponto de partida para interrogar também a problemática noutros espaços nacionais e internacionais.

Em exibição estão fotografias da autoria de Pedro Medeiros, que mostram uma diversidade de lugares, de atores e de objetos relacionados com a temática. Podem ver-se monumentos, estátuas, “graffiti”, ruas e locais emblemáticos de Lisboa influenciados pelo colonialismo e pelo imperialismo. O fotógrafo capta também pessoas de diferentes etnias, bem como a sua vivência diária ou os seus costumes. As obras focam-se ainda em questões sociais, por exemplo, ao mostrar imagens de bairros que denotam a espacialização urbana da diferença étnico-racial.

A acompanhar as fotografias, estão também expostos livros e documentos. Os seus autores são de diversas áreas, como académicos, ativistas, museólogos e jornalistas, de forma a dar a conhecer diferentes perspetivas sobre o tema da mostra.

A exposição deu origem a um catálogo com o mesmo título, onde podem ser vistas as fotografias e os textos apresentados. Está disponível em versão portuguesa e inglesa e foi editado pela Tinta da China.

“Ecos coloniais” insere-se no projeto “ECHOES – European Colonial Heritage Modalities in Entangled Cities”, financiado pela União Europeia. Esta iniciativa dedica-se a refletir sobre o património colonial existente na Europa e noutros continentes e conta com a colaboração de universidades de todo o mundo.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top