Ensino Superior

“Árvores que dão frutos” e livros

Simão Moura

Plantação de árvores no âmbito da comemoração de 250 anos das Reformas Pombalinas. Atividade visa promover sustentabilidade na academia. Por Clara Neto

Esta tarde a Imprensa da Universidade de Coimbra (IUC) organizou uma plantação de árvores no Jardim Botânico da UC (JBUC). Por volta das 14h, vários estudantes e voluntários juntaram-se no espaço verde para a iniciativa intitulada “Árvores que dão frutos”.

A iniciativa insere-se nas comemorações dos 250 anos das Reformas Pombalinas na UC. O compromisso da IUC é compensar o impacto ambiental da impressão de livros que a sua atividade implica. Desta forma, o número de árvores plantadas corresponde ao papel usado para as impressões. Trata-se de um “primeiro passo no compromisso da Imprensa para a neutralidade carbónica”, segundo a nota de imprensa.

Esta dinamização contou com a participação do vice-reitor da UC para a Cultura e a Ciência Aberta, Delfim Leão, do diretor da IUC, Alexandre Dias Pereira, e da diretora do JBUC, Teresa Girão. Para além destes, estiveram presentes alguns alunos do Núcleo de Estudantes de Economia da Associação Académica de Coimbra (NEE/AAC).

Fotografia por Simão Moura


O vice-reitor admite que mais do que a celebração da “importante data”, a iniciativa tem “um objetivo educativo”. A seu ver, o título atribuído não foi escolhido apenas por serem plantadas árvores frutíferas, mas “pelo fruto ser também simbólico de formação e de sensibilização”. Acrescenta ainda que a ideia não se limita à evocação de algo que aconteceu há 250 anos. Assim, “é fundamental refletir as necessidades de hoje e de que forma se pode preparar o futuro”.

Delfim Leão justifica também que escolheram o NEE/AAC por ser um núcleo já “muito envolvido em ações de voluntariado e que de boa mente acederam”.  De acordo com o vice-reitor, por ter um forte histórico de colaboração com o JBUC, “foi um contacto natural e imediato”. Contudo, diz que “vão ser desenvolvidas outras iniciativas” com os diferentes órgãos da comunidade académica.

O diretor da IUC considera a plantação uma excelente iniciativa, “onde a ideia é ligar a Imprensa ao Jardim Botânico, no sentido de os livros serem também frutos das árvores”. Repara também que “os estudantes participam e querem fazer parte da história da instituição”. A diretora do JBUC revela-se também muito agradada com a disponibilidade dos alunos, que diz ser “um sinal de maturidade da comunidade estudantil”. Explica ainda que “as ações de limpeza costumam ser de material da própria natureza que precisa de ser removido”. Daí o JBUC ser “um local disponível à participação e ao voluntariado”.

O vice-reitor apela, por fim, à comunidade académica para “entrar em contacto, via e-mail ou telefone, no caso de existirem atividades que se possam inserir no âmbito da programação das comemorações”.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top