Ensino Superior

Nuno Coimbra lidera Lista H para o CF/AAC

Joana Carvalho

Presidente da lista levanta dois problemas no mandato do atual CF/AAC. Esclarecimento dos estatutos e proximidade com os estudantes são pilares da candidatura. Por Daniel Oliveira

No dia 24 de fevereiro vai ser eleito o novo Conselho Fiscal da Associação Académica de Coimbra (CF/AAC). Uma das listas candidatas ao órgão fiscalizador da AAC é a Lista H – Honestidade e Proximidade, encabeçada por Nuno Coimbra, aluno de Estudos Artísticos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC).

Quando questionado sobre o atual mandato do Conselho Fiscal, o estudante da FLUC identifica dois problemas que já vêm de outros mandatos. Por um lado, refere a inação do CF/AAC; por outro lado, aponta para a falta de proximidade entre o órgão fiscalizador e os estudantes, assim como de esclarecimento e justificação das decisões por si tomadas.

Nuno Coimbra salienta ainda que a covid-19 agravou estes problemas, uma vez que os estudantes que integraram o ensino superior já em situação de pandemia têm um “desconhecimento brutal” da AAC e do seu funcionamento. É neste sentido que os dois pilares fundamentais da candidatura da Lista H são a honestidade e a proximidade.

No que diz respeito à honestidade, o presidente da lista considera necessário esclarecer o que os estatutos da AAC representam na vida do organismo, para além de todas as normas que asseguram o seu bom funcionamento. O candidato à presidência do órgão fiscalizador observa também “uma violação e interpretação arbitrária dos estatutos”, pelo que o Conselho Fiscal deve tomar atenção a “interpretações análogas e sem fundamento”.

Quanto à proximidade, Nuno Coimbra afirma que a divulgação do trabalho do CF/AAC através das redes sociais é “uma hipótese a ter em conta, devido à preponderância das redes sociais”. O estudante da FLUC dá igual importância ao contacto direto com os estudantes e à publicação dos despachos não só no edifício sede da AAC, como também “um pouco por todos os polos e departamentos”.

Em relação à taxa de abstenção das últimas eleições para o CF/AAC, que foi de 96%, o presidente da Lista H considera que esta se deve à falta de divulgação e contacto com os estudantes. “Não se pode esperar que um estudante que não saiba o que é o CF/AAC vá votar para o órgão”, explica.

Neste sentido, a lista de Nuno Coimbra tem baseado a sua campanha no contacto direto com os estudantes, com o objetivo de esclarecê-los. O presidente da Lista H também defende que se devia fazer um comunicado a apelar ao voto no dia de reflexão, de forma a combater a abstenção. As eleições do dia 24 de fevereiro vão decorrer das 10h00 às 19h00, em dois contingentes. O primeiro contingente, de associados efetivos, vota nas faculdades, enquanto que o segundo, de associados seccionistas, vota no edifício sede da AAC. Também vai ser possível votar de forma antecipada no dia 22 de fevereiro, das 10h00 às 23h00.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top