Cultura

Igor Cavaz 4tet e Lonzdale’s Fantasy marcam presença na Tabacaria do Teatrão

Fotografia cedida por Sofia Coelho

Iniciativa promove artistas de diversos estilos musicais. Curadores esperam adesão positiva do público. Por Daniel Oliveira

Os artistas Igor Cavaz 4tet e Lonzdale’s Fantasy vão atuar na Tabacaria, iniciativa da Oficina Municipal de Teatro, nos dias 24 e 25 de fevereiro. As escolhas de Rui Lúcio e Vítor Torpedo, curadores da programação da Tabacaria, vão ao encontro da natureza eclética da iniciativa, que explora estilos musicais desde o jazz ao hip hop.

Vítor Torpedo descreve a Tabacaria como a versão do Teatrão de um “café-concerto”, que traz vários aspetos que outras salas não trazem. Pelas palavras do curador, para além de ser um lugar com uma “estética agradável e com um estilo ‘rock’”, é também “um espaço multimédia, que permite fazer muita coisa”. Já Rui Lúcio, também professor do Conservatório de Música de Coimbra (CMC), refere que a Tabacaria fá-lo lembrar “um clube de jazz – aquele clube em que o artista está muito próximo do público”.

Ambos os curadores consideram que a iniciativa tenta promover uma grande variedade de artistas. “A ideia é levar todo o tipo de pessoas a ver um espetáculo num sítio que é bom”, afirma Vítor Torpedo. Rui Lúcio acrescenta que a Tabacaria “é também uma forma de dar oportunidade a novos valores que têm de emergir, e que nem sempre têm os espaços de qualidade para o fazer”.

O professor do CMC explica que “as pessoas esquecem-se que para dar os primeiros passos é preciso haver caminho para andar, e normalmente o que há é uma barreira”. Rui Lúcio nota, no entanto, que a existência das redes sociais permite aos artistas mostrar o seu trabalho. Na sua visão isto é algo positivo para os artistas, que não estão dependentes de “espaços físicos”, no entanto é algo que pode trazer consequências negativas para as salas de espetáculo.

Em relação ao Igor Cavaz 4tet, grupo que vai atuar no dia 24 de fevereiro, Rui Lúcio dá destaque ao líder do quarteto, Igor Cavaz. Considera que o jovem artista vai ser “uma referência no panorama no jazz em Portugal nos próximos anos”, assim como os restantes integrantes do grupo, Marta Rodrigues e Filipe Matos.

Para esta atuação o quarteto conta ainda com o músico João Cação que, “para além de uma carreira firmada, tem tocado várias vezes com o trio”. O curador responsável pela escolha do grupo acrescenta que este “tem feito uma caminhada segura, com consciência e fundada em alicerces sólidos, quer musicais, quer humanos”.

O Igor Cavaz 4tet vai trazer temas de cunho pessoal, assim como recriações de outros temas. Foram premiados na Festa do Jazz, organizada pela Associação Sons da Lusofonia, que promove grandes figuras do jazz em Portugal.

Quanto aos Lonzdale’s Fantasy, que vão atuar no dia seguinte, Vítor Torpedo conta que conhece o grupo “quase desde a sua génese”. O curador refere que o dueto composto por Nils Meisel e Kenneth Stitt tem “um estilo ‘street’”, com letras “irónicas e que fazem crítica às instituições artísticas e à indústria musical. Acrescenta também que “são ‘outsiders’, apesar de muito interventivos no espaço musical”.

Vítor Torpedo destaca um dos trabalhos do grupo, a música “Fake CV”, que mostra a ironia e crítica presente no trabalho do grupo. “O vocalista, Kenneth, tem uma postura em palco incrível”, sublinha. Os curadores da programação da Tabacaria convidam a população da cidade de Coimbra a ver não só estes dois concertos, que vão ser ambos às 22h, como a assistir a outros espetáculos promovidos pelo Teatrão. “Que as pessoas aproveitem a cultura e a arte da cidade”, espera Vítor Torpedo.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top