Cultura

Casa do Cinema traz a Coimbra filmes nomeados aos Óscares

Programação conta com adesão do público mais jovem. Presidente do CEC/AAC declara que “cinema de bairro é o futuro”. Texto e fotografia por Clara Neto

Estão a decorrer na Casa do Cinema de Coimbra (CCC) várias exibições dos filmes nomeados aos prémios Óscares da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de 2022. A iniciativa resulta da colaboração entre o Caminhos do Cinema Português, o Centro de Estudos Cinematográficos da Associação Académica de Coimbra (CEC/AAC) e o Fila K Cineclube.

“A Pior Pessoa do Mundo”, de Joachim Trier, é um dos nomeados às categorias de Melhor Filme Internacional e Melhor Argumento Original. A película noruguesa esteve em exibição na CCC nos dias dez, 11 e 12 de fevereiro. O próximo filme vai ser o “Belfast”, por Keneth Branagh, também candidato a Melhor Filme, Melhor Realização e Melhor Argumento Original.

Ainda este mês, o espaço vai contar com a mostra de um ‘coming-of-age’, “Licorice Pizza”, do realizador Paul Thomas Anderson. O nomeado a Melhor Filme, Melhor Realização, e Melhor Argumento original tem sessões marcadas para os dias 17 (às 21h30), 18 (às 18h00), 19 (às 21h30), e 23 (às 18h00). João Pais, programador do Caminhos e presidente do CEC/AAC, espera que o filme tenha adesão do público mais jovem. Afirma ser essa “uma das intenções de se ter esse tipo de títulos na programação, e um ‘coming-of-age’ ganha sempre uma empatia geracional”.

Para o mês de março está em cartaz o filme de Hollywood “Nightmare Alley”, do realizador Guillermo del Toro.  O nomeado é candidato a Melhor Filme, Melhor Fotografia e também Melhor Guarda-Roupa, com a premiação do designer de moda luso-canadiano, Luís Sequeira. As sessões estão previstas para os dias 17 (às 21h30), 18 (às 18h00), 19 (às 21h30) e 23 de março (às 18h00).

O presidente do CEC/AAC explica que a exposição de filmes nomeados aos prémios da Academia “foi uma coincidência”. Justifica que “a programação é sempre realizada com antecedência”. Acrescenta que “nesses filmes, identificaram qualidades técnicas e formais que passaram no ‘check’ da equipa.” Só depois souberam das nomeações, o que “acaba por ser interessante do ponto de vista da comunicação”. João Pais conclui que esta é uma forma do público descobrir a Casa do Cinema pela primeira vez. 

Um dos objetivos é voltar a trazer a Coimbra algo que “está a surgir em toda a Europa e em Portugal, que é o cinema de bairro” afirma o programador. Finaliza a explicar que este tipo de cinema “funciona também como ponto de encontro” e que “o cinema de bairro é o futuro”. Os bilhetes estão à venda por cinco euros (quatro euros a preços reduzidos e dois euros para sócios do CCP/AACC, Fila K e CEC). Encontram-se disponíveis trinta minutos antes de cada sessão na bilheteira do cinema, no piso 0 das Galerias Avenida, na Avenida Sá da Bandeira.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top