All for Joomla All for Webmasters
Cultura

Cem anos do PCP assinalados com Congresso Internacional

Fotografia cedida por Sérgio Neto

Evento realiza-se em diferentes espaços na cidade de Coimbra. Congresso conta com participação de múltiplos conferencistas e reflexão sobre a história do partido. Por Débora Cruz e Jorge Miranda

O Congresso Internacional “1921 – 2021: nos 100 anos do PCP: Imaginários Políticos e Expressões Culturais” realiza-se nos dias 6 e 7 de dezembro. O evento inclui a organização de debates e conferências realizadas na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC) e no Grémio Operário. O congresso vai terminar com a exibição do filme “As Armas e o Povo”, realizado e produzido pelo Colectivo de Trabalhadores da Actividade Cinematográfica, no Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV).

Em 2021, assinalam-se os 150 anos da Comuna de Paris e os cem anos da fundação do Partido Comunista Português (PCP). Neste contexto histórico, o Congresso Internacional é realizado com o objetivo de analisar o PCP na sua “dimensão cultural, estética e ideológica, antes e depois do 25 de Abril”, segundo o comunicado. A organização do evento contou com sete investigadores do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20) e do Centro de Estudos Sociais (CES). Sérgio Neto, um dos organizadores, destaca que este tipo de eventos são importantes para a comunidade académica e estudantil porque “obrigam a pensar e refletir” e permitem “alargar horizontes”.

Fotografia cedida por Sérgio Neto

Entre os palestrantes destaca-se Michael Löwy, sociólogo brasileiro radicado em Paris, responsável pela conferência inaugural do evento, realizada no Anfiteatro III da FLUC, em que abordou “A herança revolucionária da Comuna de Paris”. Sérgio Neto sublinha que “dado o estatuto e o trabalho desenvolvido na área”, o professor Michael Löwy tornou-se na “melhor opção” para inaugurar o congresso. O investigador reforça que a organização tentou que “o lugar do PCP na vida política e cultural portuguesa” fosse alvo de “uma reflexão com alguns dos grandes especialistas no tema”.

De acordo com Sérgio Neto, a realização do evento em diferentes espaços da cidade foi uma “tentativa de descentralização e de chegar a diferentes públicos”. O investigador do CEIS20 acrescenta que esta dispersão permite também “alargar a discussão” em torno das problemáticas debatidas. A exibição de um filme e a apresentação do livro “Partido Comunista Português, 1921-2021. Uma Antologia”, organizada por José Neves, foram uma tentativa de “conferir uma dimensão mais global” ao congresso, declara o organizador.

A adesão ao evento “tem sido regular”, segundo Sérgio Neto. Apesar de reconhecer a situação pandémica como um possível “fator dissuasor”, o investigador declara que a “adesão tem ido ao encontro” do que era esperado.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top