All for Joomla All for Webmasters
Ensino Superior

Polémica antecede dia de eleições

Arquivo

Dia de reflexão envolto em controvérsia. Possível sanção ainda por decidir. Por Larissa Britto e Fábio Torres

Alunos da Universidade de Coimbra receberam e-mails com informações da campanha da Lista V – Académica de Valores, na madrugada de quarta-feira. Tanto Pedro Marques Dias como Ghyovana Carvalho, candidatos à Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC), pelas listas T – Tudo pela Académica e P – Académica Presente, lamentam que o dia de reflexão tenha sido quebrado. Em comunicado, a lista encabeçada por Cesário Silva afirma que a ação é legítima.

A lista V enviou, através dos números de estudante que compõem os e-mails académicos, uma mensagem com os ‘links’ para o site e do programa da lista, na noite do dia 16 de novembro. De acordo com Cesário Silva, o objetivo “era lançar um último impacto para finalizar a campanha”. No entanto, milhares de alunos receberam as mensagens depois da meia-noite, já no dia de reflexão estabelecido em Assembleia Magna (AM). 

Pedro Marques Dias afirma ter ficado espantado pela forma como a lista adversária se “atreveu a desrespeitar o dia de reflexão, quando todas as listas estavam obrigadas a respeitá-lo”. O candidato pela lista T considera ainda que as respostas dadas pela lista V à sua nota de repúdio, na reunião com a comissão eleitoral, foram “evasivas, contraditórias e não são suficientes para justificar a ação”. Finaliza ao afirmar que “deve haver ação por parte da Comissão Eleitoral (CE)”.

Já Ghyovana Carvalho considera que houve “uma grave violação dos estatutos e das decisões da AM, o que descredibiliza as eleições da associação académica”. A candidata da lista P não acredita que tenha havido malícia mas defende que é necessário “algum tipo de sanção à lista V”. Pede, em nota final, “que os estudantes levem destas eleições o melhor de cada lista sem esquecer o pior de forma que não se repita”.

Cesário Silva afirma ainda que o “comunicado que está nas redes sociais é bastante claro e não é necessário adicionar nenhuma nota”. A CABRA tentou, até à data da publicação do artigo, entrar em contacto com o Presidente da CE, Laurindo Frias, que não conseguiu dar entrevista.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top