All for Joomla All for Webmasters
Cultura

Festival Caminhos do Cinema Português surpreende com uma semana especial

Inês Rua

Sessões decorrem na cidade conimbricense para todo o tipo de público. “Filmes que merecem ser exibidos em grande tela”, frisa João Pais. Por Filipe Rodrigues

O Festival Caminhos do Cinema Português tem este ano uma semana de sessões especiais de filmes para todo o tipo de público, que está a decorrer desde o dia 22 até dia 30 de novembro, na Casa do Cinema de Coimbra. A iniciativa surgiu para que os espectadores tenham a possibilidade de assistir a todas as sessões, sem estas decorrerem em simultâneo como se verificou em edições anteriores do festival. João Pais, programador do Festival Caminhos do Cinema Português explicou que “como estas exibições acabavam sempre sobrepostas, surgiu a ideia de ser feita uma semana de sessões especiais à parte”.

O programador do evento afirma que os “núcleos temáticos surgem de forma natural e a linguagem das obras é sempre visível, e que este ano não é diferente”. João Pais destacou ainda a sessão especial “Pathos, Ethos, Logos”, o último filme de Joaquim Pinto e Nuno Noel. Esta obra que tem 11 horas de duração vai estar dividida pelos dias 25, 26 e 27 deste mês, segundo o programador, representa a temática do existencialismo e a autobiografia fictícia.

João Pais refere que “os filmes merecem estar em grande tela, pois garantem a execução do conceito de distribuição alternativa do cinema”. Para o programador, apesar destes filmes não terem sido distribuídos comercialmente, estes merecem ser vistos, como o documentário “Checkmate”, que não teve distribuição em Portugal, e “Ecos da Vermelha”. Destaca ainda o filme “Mar Infinito”, uma poesia visual, baseado num romance de ficção científica por Yancey, que tem como público-alvo os mais jovens.

Apesar das baixas expectativas, o programador revela que foram surpreendidos, embora sintam o público um pouco contido para sair de casa. O ‘feedback’ que têm recebido são com ‘reviews’ dos convidados que elogiam a diversidade da programação. João Pais destaca ainda que as sessões são para “pessoas entre os três anos e o infinito” para “verem todo o tipo de cinema português e internacional também”. Para os últimos dias do festival estão agendados filmes como “O Movimento das Coisas”, de Manuela Serra e “Mar Infinito”, de Carlos Amaral.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top