All for Joomla All for Webmasters
Ciência & Tecnologia

Estudantes da UC premiados por plataforma voltada à saúde mental

Fotografia cedida por Cristina Pinto

Equipa de trabalho da Universidade de Coimbra vence o concurso internacional EIT Health Innovation Days. O projeto premiado é fruto de “um trabalho de várias mãos, de várias cabeças e de vários contextos”. Por Ana Filipa Paz e Lara Queiroz

Estudantes da Universidade de Coimbra (UC) alcançam o primeiro lugar na competição internacional EIT Health Innovation Days com a criação da plataforma MyCare. No dia 27 de novembro foram divulgados os resultados finais da competição, da qual a equipa de Coimbra saiu vitoriosa. Segundo Jefferson Silva, membro da equipa de trabalho, o objetivo do projeto é “poder ajudar todos os estudantes da UC”.

A equipa que deu vida ao MyCare é constituída por Milena Alves, estudante da Faculdade de Economia da UC, Kevin Leandro, estudante da Faculdade de Farmácia da UC (FFUC), Susana Paixão, investigadora doutorada da Faculdade de Letras da UC, e Jefferson Silva, estudante da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC (FCTUC). “Cada um se inscreveu por iniciativa própria, sem nunca antes se terem conhecido”, confessa o estudante da FCTUC. Kevin Leandro comenta que ”o grupo que se formou foi muito enriquecedor por serem de áreas diferentes”.

A MyCare surge de “contextos e experiências vividas e das necessidades observadas enquanto estudantes”, registou Jefferson Silva. Face às dificuldades psicológicas enfrentadas pelos universitários, o grupo tentou encontrar “uma solução que tivesse a identidade do público estudantil”. Neste sentido, a plataforma visa proporcionar “atividades de socialização e a realização de eventos, com a intenção do não isolamento por parte dos estudantes”, refere o estudante da FCTUC. 

Esta aplicação funciona como uma forma de “normalizar o cuidado e o tratamento da saúde mental e torná-lo aceitável perante a comunidade estudantil”, afirma Jefferson Silva. Explica ainda que a MyCare implica “uma pré-triagem dos inscritos, de forma a obter uma personalização dos conteúdos e do tipo de intervenção clínica que cada pessoa quer ter”.

Apesar desta plataforma digital ter sido criada com um foco na comunidade estudantil, o estudante da FCTUC prevê a “expansão desse acesso a profissionais de saúde”. Ressalta também que “a questão da saúde mental não é restrita apenas a um público académico”. Em última análise, o projeto propõe “ensinar as pessoas a cuidarem de si mesmas, a se respeitarem e a viverem bem consigo”, complementa. 

Segundo Jefferson Silva, com o avanço nos estudos do projeto e o crescimento da plataforma, a equipa “espera poder contar com outras parcerias e agregar instituições interessadas em discutir essa problemática”. Já Kevin Leandro, constata a vontade de “colaborar com a UC para facilitar o acesso dos estudantes à psicoterapia, uma vez que os serviços que existem não dão vazão às suas necessidades”.

O primeiro lugar no concurso concedeu ao grupo participação no EIT Health Summit em Estocolmo, onde o estudante da FFUC admite querer “partilhar as ideias do grupo e torná-las num resultado prático”. Segundo Jefferson Silva, esta vitória é fruto de “um trabalho de várias mãos, de várias cabeças e de vários contextos” o que constitui o “grande diferencial” deste projeto.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top