All for Joomla All for Webmasters
Ensino Superior

Dia da FMUC assinala-se com sessão solene e participação do vice-almirante Gouveia e Melo

Diretor da faculdade destacou os principais desafios para o futuro. Criação de laboratório de comunicação e de nova cátedra são compromissos de segundo mandato. Por Débora Cruz e Sofia Puglielli.

Celebrou-se esta quarta-feira, dia 10, o dia da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC). Para comemorar o dia, realizou-se uma sessão solene, no Polo das Ciências da Saúde, que contou com as intervenções do diretor da FMUC, Carlos Robalo Cordeiro, e do Reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão. A cerimónia foi marcada pela conferência do vice-almirante Gouveia e Melo, e pela entrega de prémios a estudantes bem como homenagens a docentes e não docentes aposentados em 2019/2020 e 2020/2021.

O evento comemorativo, que não se realizou o ano passado devido à situação pandémica, foi inaugurado pelo diretor da FMUC. Carlos Robalo Cordeiro iniciou o seu discurso com um elogio aos estudantes e destacou o prestígio nacional da faculdade, que “este ano faz parte dos dez cursos com a classificação de entrada mais alta”. O diretor apresentou o compromisso de, no segundo mandato, criar “um laboratório de comunicação” e uma “cátedra na área da saúde global”, em parceria com a Organização Mundial de Saúde.

Carlos Robalo Cordeiro apontou também alguns desafios da FMUC, como o “número enorme de aposentações de docentes mais qualificados”, que vão ter nesta década. O também professor catedrático acrescentou ainda que é crucial começar a programar a “progressão na carreira, sobretudo para áreas deficitárias”. “Manter uma escola moderna e atrativa” com uma “boa ligação à sociedade” são também prioridades para o docente.

A cerimónia contou também com um discurso da Presidente do Núcleo de Estudantes de Medicina, Maria Loio, que expressou como “ser estudante em Coimbra, não é só construir um percurso académico”. A estudante acrescentou que é necessário os médicos “saberem ser humanos”, pois estes “lidam com doentes e não com doenças”.

A conferência do vice-almirante focou-se no Plano de Vacinação contra a Covid-19, na qual frisou que a organização da ‘task-force’ não é uma vitória pessoal, mas uma “vitória dos portugueses”. Gouveia e Melo salientou ainda que só através de um “esforço conjunto” vai ser possível vencer este “combate novo”.

A sessão solene contou com a entrega dos prémios aos melhores alunos dos mestrados integrados em Medicina e em Medicina Dentária nos anos letivos de 2018/2019 e 2019/2020. A cerimónia foi finalizada pelo vice-almirante com a inauguração do painel “Manifesto: Um Novo Tempo de Silêncios Invisíveis”, do artista Marcos Muge.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top