All for Joomla All for Webmasters
Desporto

Briosa alegra noite conimbricense pela primeira vez

Fotografia cedida por Associação Académica de Coimbra/Organismo Autónomo de Futebol

João Carlos destacou-se com hat-trick frente ao Sporting da Covilhã. Novo treinador sublinhou motivação dos jogadores e da massa adepta. Por Gabriela Moore e Fábio Torres

A Briosa venceu o Sporting da Covilhã por três bolas a zero numa noite fria no Estádio Cidade de Coimbra. Primeira vitória dos estudantes na liga surgiu em jogo a contar para a 12ª jornada do campeonato. Mais de mil espectadores marcaram presença na estreia do novo treinador da equipa, Pedro Duarte, que decidiu fazer duas alterações à formação titular em relação à do passado fim de semana. João Lucas e Fábio Vianna deram lugar a Reko e João Pedro.

O árbitro apitou para o início da partida às 19h30 e desde logo houve boas oportunidades de golo para ambas as equipas. A primeira intervenção do guarda-redes Mika aconteceu aos dez minutos após uma boa jogada pelo lado direito da equipa visitante. João Carlos quebrou o nulo no marcador com um golo de cabeça ao minuto 15, fruto de um canto batido pelo capitão Traquina.

No recomeço do jogo, o número cinco do Sporting da Covilhã, Heliton, caiu lesionado e teve de ser assistido, o que obrigou a equipa a jogar com dez membros durante um par de minutos. A formação da casa aproveitou o momento e minutos mais tarde, o capitão dos estudantes criou perigo através de um remate bem colocado. Heliton acabou substituído aos 22 minutos por Tembeng, devido a lesão.

Após a substituição, a equipa verde e branca reagiu bem ao resultado e esteve por cima no resto da primeira parte, com boas oportunidades na área da Briosa. Perto dos 45 minutos, a equipa da casa ainda conseguiu criar uma jogada de ataque, mas o remate foi desviado por Tembeng.

No início da segunda parte notou-se um aumento da agressividade de ambas as equipas. Ao minuto 51, surge a segunda assistência de Traquina para o bis do avançado brasileiro, João Carlos, o que levou os adeptos da casa ao rubro.

O Sporting da Covilhã procurava mudar o rumo do jogo lançando jogadores frescos e ser mais efetivo no ataque à baliza adversária. Isto provou ser útil pois os serranos conseguiram criar perigo pouco depois à baliza de Mika. João Carlos balançou de novo as redes após um bom passe de Reko ao minuto 76. O jogador emprestado pelo Estoril Praia marcou assim o seu primeiro hat-trick com a camisola estudantil e celebrou o golo com a restante equipa junto dos adeptos.

João Carlos recebeu ainda amarelo após a celebração e foi substituído logo a seguir perante uma enorme ovação dos espectadores presentes no estádio. A última oportunidade de perigo do jogo veio do banco da Académica. Hugo Seco recebeu a bola dentro de área e rematou para duas ótimas defesas do guarda redes serrano.

No rescaldo do jogo, o treinador do Sporting da Covilhã, Filipe Rocha, considerou que o jogo foi equilibrado, que a equipa reagiu bem ao primeiro golo, mas desperdiçou boas oportunidades para empatar o jogo ainda na primeira parte. Reconheceu ainda que os golos da segunda parte foram “fruto de erros defensivos”.

Por outro lado, o estreante Pedro Duarte atribuiu a vitória da sua equipa à vontade que os jogadores e a “massa associativa” tinham em alcançar os primeiros três pontos. Admitiu, também, em conferência de imprensa, que gosta de meter as suas equipas a “jogar de forma agressiva” como se viu na segunda parte da partida.

A Académica volta a entrar em campo na manhã de dia 5 de dezembro, no terreno do Penafiel, em jogo a contar para a 13ª jornada da Segunda Liga.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top