Ensino Superior

A CABRA nas urnas

Luiz Carlos Cavalini

Maior afluência dos estudantes e boa organização marcam dia de eleições. Confirma-se descida da taxa de abstenção. Por Daniel Oliveira e Luiz Carlos Cavalini

As eleições para a Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC) e para a Mesa da Assembleia Magna da AAC (MAM/AAC) realizaram-se no dia 18 de novembro. Os órgãos a serem eleitos têm impacto na vida dos cerca de 25 mil estudantes da Universidade de Coimbra (UC). Nesse sentido, A CABRA procura fazer um balanço do ato eleitoral nas urnas de diversas faculdades da instituição.

Em relação à afluência de votantes, verificou-se que foi significativa em comparação ao ano passado. Hugo Abreu, membro da Comissão Eleitoral (CE) presente na Faculdade de Direito da UC (FDUC), considerou que, neste ano, houve uma maior adesão por parte do corpo estudantil, “pelo que a abstenção vai descer”.

Mais ainda, Hugo Abreu afirmou que “tem de haver menos abstenções, para haver melhores eleições, mais concordância na academia, melhores mandatos e melhores presidentes para a AAC”. Gonçalo Camacho, delegado das urnas da Faculdade de Economia da UC (FEUC), partilhou a mesma expectativa em relação à taxa de abstenção. “Na FEUC, o trabalho foi positivo, no sentido de combater a abstenção”, garantiu.

No que diz respeito à organização das eleições, os vários membros da CE afirmaram que foi “exaustiva e minuciosa”. Ricardo Ferreira, integrante do órgão presente na FEUC, explicou que “a preparação consistiu em saber como é que a nova plataforma funciona e saber como lidar com ela em situações de adversidade”. O representante da CE acrescentou que o sistema informático utilizado “é novo e está a ser utilizado pela segunda vez, pelo que requer alguma adaptação”.

Essa preparação culminou numa boa organização das urnas, de acordo com Hugo Abreu. Justificou que “todos os pormenores foram atendidos e todos os problemas que surgiram foram resolvidos de imediato”.

O ‘feedback’ dos votantes entrevistados foi, de forma geral, positivo. Os estudantes mostraram conhecimento em relação às listas candidatas e respetivos projetos. Adiantaram ainda que essa informação lhes chegou por diversas vias: colegas de curso, membros das listas que os abordaram, redes sociais e comparecimento aos debates.

Para além disso, os votantes questionados reconheceram a importância destas eleições. Também esperam que impactem de forma positiva a sua vida académica e que as listas eleitas para os órgãos máximos da AAC cumpram de forma eficiente as suas funções, algo que consideraram não se ter verificado nos últimos mandatos.

Por último, os mesmos estudantes apontaram a simplicidade e rapidez do voto. Mesmo nas faculdades com maiores filas para as urnas, não se registraram constrangimentos e os tempos de espera foram reduzidos. A CABRA marcou presença na FEUC, na FDUC, no Departamento da Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologias da UC e na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da UC.

A contagem dos votos iniciou-se após o encerramento das urnas, às 19h00. O resultado das eleições vai ser divulgado em breve.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top