Ensino Superior

Caem de paraquedas, saem matriculados

Inês Rua

Para matrícula presencial é necessário realizar agendamento prévio. Estudantes destacam rapidez e facilidade do processo. Por Francisco Barata e Inês Rua

Teve início hoje a realização das matrículas dos estudantes colocados na Universidade de Coimbra (UC), a decorrer no Estádio Universitário, no Pavilhão 1. Com começo sempre às nove horas, os dias encontram-se divididos conforme as iniciais dos nomes das pessoas. 

Mediante agendamento prévio, o circuito começa com a recepção à entrada onde é explicado o processo que se vai seguir. Dentro do pavilhão, o futuro estudante apresenta os seus documentos, tem acesso ao seu processo individual e tira a fotografia. Em seguida, dirige-se a um computador para confirmação de dados pessoais, preenchimento de inquéritos e inscrição em unidades curriculares, com a ajuda de voluntários. 

Após finalizar a matrícula, o Serviço de Gestão Académica da UC encarrega-se de realizar validações relativas ao processo, bem como esclarecimento de dúvidas e informações adicionais. O percurso termina com a passagem pelos Serviços de Ação Social da UC (SASUC), para informações relativas a habitação, alimentação e bolsas, e pela banca do Santander, onde podem fazer a adesão aos cartões. 

À saída do pavilhão, é entregue um kit. Mariana Correia, coordenadora do gabinete de apoio ao estudante, destaca como ponto positivo esta entrega, “medida que não tinha sido possível o ano passado devido à pandemia”. Nas tendas colocadas no exterior, o estudante é encaminhado em primeiro lugar para a comissão organizadora da Queima das Fitas, onde pode adquirir o voucher promocional e exclusivo por 50 euros. 

Seguem-se os 26 núcleos de estudantes, onde o novo discente pode obter uma ajuda mais específica quanto ao curso que acaba de integrar. As restantes bancas são ocupadas pelo Instituto Universitário Justiça e Paz, Conselho Desportivo e Conselho Cultural da Associação Académica de Coimbra (AAC) e Conselho de Veteranos da Universidade de Coimbra – Magnum Concilium Veteranorum (MCV). 

Sílvia Figueiredo, diretora do Serviço de Gestão Académica da UC, destaca um balanço positivo para este primeiro dia. Embora cada vez mais colocados efetuem a matrícula online, a diretora espera que cerca de 50% dos mais de 3000 estudantes realizem o circuito presencial. “Embora não estejam no máximo, já há marcações para toda a semana”, adianta.

Também Mariana Correia enfatiza que “este dia está a ser positivo”. A coordenadora conta como a maior parte dos colocados “vem ansiosa, pois é a primeira vez que estão a sair da zona de conforto” e enaltece o papel da academia em “tentar acolhê-los e apoiá-los”. No mesmo sentido, Sílvia Figueiredo realça que a AAC é uma parte muito importante. “Sem os 127 estudantes voluntários, era impossível fazer isto”, confessa. 

Ana Rita e Beatriz, matriculadas em Medicina, sublinham que “foi um processo fácil e intuitivo, com muita gente sempre disposta a ajudar”. Já Ana, que entrou agora em Direito, salienta a importância da presença da AAC e dos SASUC, “sai-se daqui informada de tudo, não é só matrícula”. 

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top