All for Joomla All for Webmasters
Desporto

Académica empata a uma bola e alcança primeiro ponto da temporada

Fotografia gentilmente cedida por Associação Académica de Coimbra/Organismo Autónomo de Futebol

Erro individual volta a custar caro aos estudantes. Equipa conimbricense continua à procura da sua primeira vitória na temporada. Por Francisco Barata


A Académica disputou nesta manhã de sábado o seu segundo jogo do campeonato, depois de ter perdido o primeiro de forma categórica em casa do Rio Ave por 5×1. Desta feita, o adversário foi o Varzim, com as duas equipas a procurarem a primeira vitória na Segunda Liga. Para este jogo, disputado no Estádio Sérgio Conceição, em Taveiro, Rui Borges fez duas alterações no onze titular em comparação com a jornada passada, ao trocar Reko por Mimito Biai e Hugo Seco por Sodiq Fatai.

A partida começou com a Académica a ter mais posse de bola e a procurar instalar-se no meio campo adversário. Logo no primeiro minuto, a equipa da casa introduz a bola na baliza do Varzim por João Carlos, mas o golo é invalidado. O domínio territorial da Briosa podia-se ter materializado ao minuto 8 quando Fatai remata já dentro de área para boa defesa de Ricardo Nunes. Ainda no minuto 10, João Carlos tem uma grande oportunidade para finalizar mas falha o remate mesmo em frente à baliza adversária.

A primeira parte prosseguia com um maior controlo por parte dos estudantes, mas sem conseguirem concretizar as oportunidades criadas. Após uma paragem para assistência a Rafael Assis, que acabou substituído aos 23 minutos, a Académica tem uma oportunidade flagrante com Jonathan Toro já dentro de área que tenta a assistência, mas falha o passe decisivo.

João Carlos voltava a mostrar estar desinspirado na finalização no primeiro tempo, com mais uma concretização em frente à baliza falhada aos 33 minutos, depois de passe de Fatai. Ao minuto 36, a Académica produz uma boa jogada através do seu flanco esquerdo, mas a investida é interrompida por João Reis com um bom corte já na sua grande área. A primeira parte acabou animada, com oportunidades para ambos os lados. Os estudantes têm nova oportunidade aos 40 minutos por Toro, que remata em frente à baliza contra Cássio, e os visitantes minutos depois por Murilo através de um contra-ataque perigoso da equipa da Póvoa de Varzim. O primeiro tempo termina com um golo invalidado pelo árbitro da partida ao Varzim, lance que motivou queixas por parte dos visitantes.

A segunda metade começou de novo com a Académica a procurar assumir o jogo e a ameaçar fazer o golo. Fatai, logo ao minuto 46, dispôs de outra boa oportunidade para assistir um colega, mas falha a assistência para João Carlos. Apesar do domínio, a Académica só consegue chegar ao golo ao minuto 63, através de João Carlos. Após uma boa jogada de Traquina pela direita, este assiste o avançado brasileiro que ainda de fora de área remata para o primeiro golo dos estudantes. O conjunto varzinista viria, contudo, a igualar de novo a contenda por Heliardo. Os estudantes cometem um erro na construção por Ricardo Dias e o conjunto varzinista não facilita através do seu ponta de lança que de fora de área marca um golo de belo efeito para restabelecer a igualdade no marcador.

Até ao final do jogo as oportunidades escassearam para ambas as equipas, ao contrário do que tinha acontecido até surgirem os dois golos que ditaram o resultado do jogo. Nota para o remate perigoso de Murilo ao minuto 69 que testou os reflexos de Mika e o cabeceamento de Heliardo minutos depois que levou pouco perigo à baliza dos estudantes. O encontro termina ainda com uma grande oportunidade para o Varzim com Agdon que, em ótima posição para fazer o golo, remata contra a cara de Mika, que fica combalido do lance.

O treinador da Académica, Rui Borges, considerou na análise à partida que a sua equipa foi “consistente e criou várias oportunidades de finalização” e mostrou-se feliz pela primeira parte, na qual afirmou que os estudantes deram uma “resposta fantástica”. Na opinião do técnico da Briosa, na segunda parte faltou mais “definição no último terço” e reiterou que um erro individual acabou por custar “muito caro à equipa”.

Por seu lado, o treinador do Varzim, António Barbosa, declarou que na primeira parte a sua equipa podia ter feito “mais e melhor”. No entanto, para o técnico varzinista, no segundo tempo o Varzim já foi o conjunto “que habituou os adeptos, com mais situações claras de finalização” e superior ao adversário.

A Académica volta a entrar em campo no próximo domingo, dia 22 de agosto, para a terceira jornada do campeonato, em Matosinhos, contra o Leixões Sport Clube.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top