All for Joomla All for Webmasters
Cultura

“Salão Azul” devolve música a Coimbra com concertos solidários

Rock, ‘blues’, ‘hip hop’ e música eletrónica são alguns géneros musicais que se vão ouvir no Salão Brazil. Espetáculos vão durar cerca de 30 minutos com atuações de artistas locais. Por Beatriz Monteiro Mota 

A partir da próxima quarta-feira, 12 de maio, o Salão Brazil vai abrir as portas a uma série de concertos solidários, que se vão realizar até ao final do mês de junho. “Salão Azul” é o nome da iniciativa, fruto de uma parceria entre o Salão Brazil, a Blue House, a Music Light e a Associação de Músicos e Técnicos. Para assistir aos concertos, os espectadores têm de reservar o bilhete online e levar um bem alimentar não perecível. Os alimentos angariados vão ser entregues à União Audiovisual, uma associação que ajuda os profissionais da cultura e da música que ficaram prejudicados com a pandemia.

Segundo o representante da equipa Jazz ao Centro Clube, Bernardo Rocha, a iniciativa é, por um lado, “um palco para projetos artísticos se demonstrarem”. Por outro, consiste “num apoio aos técnicos e produtores da área, que têm tido uma precariedade notória e uma falta de apoios urgentes”. Ricardo Jerónimo, produtor na Blue House, esclarece que “o objetivo principal é a angariação de bens alimentares”. 

Nas próximas quartas-feiras, às 18h30, vão decorrer concertos de artistas locais. “Uma vez que se trata de espetáculos de solidariedade, a proximidade física ajuda bastante”, explica Ricardo Jerónimo. Acrescenta ainda que “a agência se identifica com os artistas de Coimbra”. A programação compete à Blue House, enquanto o Salão Brazil está responsável pela produção, informa Bernardo Rocha.

Os espetáculos vão ter uma duração de 30 a 40 minutos e vão receber todo o tipo de géneros musicais, informa Ricardo Jerónimo. Até ao momento, foram revelados três artistas. O rock psicadélico de Mike Vhiles vai ser o primeiro concerto, no próximo dia 12 de maio. Nas semanas seguintes, a 19 de maio, vai ter lugar o ‘folk’ e ‘blues’ de “a Jigsaw” e a 26 de maio é a vez do solista de piano contemporâneo, Helder Bruno atuar. “A programação vai continuar variada, também com ‘hip hop’, ‘pop’ e música eletrónica”, anuncia o produtor.

De acordo com Bernardo Rocha, o espaço vai ter uma lotação máxima de 35 pessoas, imposta pela Direção Geral da Saúde. As reservas podem ser feitas através dos contactos divulgados e geridos pelo Salão Brazil. Os próximos artistas vão ser anunciados a cada mês.

“É uma boa altura para as pessoas que valorizam a cultura e os concertos marcarem presença e ainda mostrarem que a cultura é segura”, defende Ricardo Jerónimo. Por sua vez, Bernardo Rocha, revela que “qualquer evento do género é uma mais-valia para a cidade, para os artistas e para o público”.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top