All for Joomla All for Webmasters
Cultura

Portugal Slam traz poesia a Coimbra

Beatriz Monteiro Mota

‘Workshop’ de escrita criativa e Feira do Livro Independente são algumas das iniciativas. Pré-Slam dá última vaga para final nacional. Por Beatriz Monteiro Mota

Coimbra foi a cidade eleita para receber a sétima edição do Portugal Slam: Festival de Poesia e de Performance. A iniciativa, que até este ano decorria em Lisboa, chega à cidade dos estudantes de 3 a 5 de junho com dois eventos por dia. Poetry Slam é o nome do campeonato que este ano é coordenado pela Secção de Escrita e Leitura da Associação Académica de Coimbra (SESLA) e vai acolher os apurados das fases anteriores.

O concurso consiste em leituras de três minutos, avaliadas por um júri, explica Daniel Cruz, membro da SESLA e da plataforma Portugal Slam. Esclarece ainda que os vencedores vão poder concorrer nos campeonatos internacionais, como o Poetry Slam Europeu e o Mundial. 

Ao longo dos três dias, vários pontos da cidade vão receber diferentes iniciativas. O evento vai arrancar com uma sessão de abertura e uma mesa-redonda no Salão Brazil e ainda um sarau livre no Liquidâmbar. O segundo dia vai começar com um ‘workshop’ de escrita criativa com a professora Graça Capinha, investigadora no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES). 

No mesmo dia, nos Jardins da Associação Académica de Coimbra (AAC), realiza-se o Pré-Slam, “um campeonato dentro do festival que abre uma última vaga para a final nacional”, informa o associado seccionista. No dia 5 vai decorrer uma Feira do Livro Independente no Liquidâmbar. Para encerrar o festival, vai ter lugar nos jardins da AAC a grande final, com os vencedores dos dez coletivos locais. 

Depois do êxito e da adesão que a etapa de Coimbra obteve em 2019, “foi proposto à coordenação da plataforma que a final se tornasse itinerante”, revela Daniel Cruz. Assim, a cidade foi a escolhida como palco para esta edição. Aveiro vai ser o destino do próximo ano.

Devido às condições dos próprios espaços, a grande maioria dos eventos não vai ter limite de lotação, no entanto o distanciamento social e o uso de máscara são obrigatórios. Por sua vez, o Salão Brazil e o Liquidâmbar possuem limite de lugares. A participação na sessão de abertura e no ‘workshop’ de escrita criativa requer inscrição prévia.

Daniel Cruz anuncia que Coimbra “vai receber os maiores ‘slammers’ de Portugal, ou seja, os artistas que fazem performances poéticas”. Além disso, outros convidados vão marcar presença no evento, como Fernando Aguiar, “um poeta muito conhecido no país e um dos fundadores da Po.Ex. da Poesia Experimental Portuguesa”.

Além da equipa coordenadora, composta por Daniel Cruz e três outros membros, o projeto funciona em parceria com a Biblioteca Geral, o CES, o Liquidâmbar e o Salão Brazil.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top