All for Joomla All for Webmasters
Desporto

Académica não consegue negar sexta vitória seguida ao Arouca

Diogo Machado

Pouco controlo do jogo nos primeiros minutos entrega derrota à Académica. Resultado coloca equipa fora dos lugares de promoção. Por Carolina Costa e Cátia Gonçalves

Decorreu esta segunda-feira, pelas 20 horas, no Estádio Cidade de Coimbra, o jogo da Académica contra o Arouca. Neste jogo da 31ª jornada da II Liga, os capas negras sofreram uma derrota por 1-0 contra os arouquenses, custando a sua descida para quinto lugar. Este resultado contrasta com o último jogo disputado pelas duas equipas em janeiro de 2021, em que os conimbricenses saíram vitoriosos.

Após o pontapé de saída, a equipa arouquense demonstrou uma capacidade ofensiva superior com dois cantos assegurados nos primeiros cinco minutos. Com mais tentativas de remate, Arsénio Nunes do Arouca marca aos 12 minutos no seguimento de um mau passe do guarda-redes dos estudantes. Nesta fase inicial do jogo a Académica mostrou-se pouco criativa com posse.

Aos 20 minutos, a Briosa mostra dificuldades em criar situações de perigo, com uma maior aposta na bola longa. Pouco depois, houve um bom movimento do avançado conimbricense Leandro Sanca mas o cruzamento é cortado pela equipa adversária. Já aos 25 minutos, Mohamed Bouldini tenta o remate, mas a bola falha o alvo. Ao fim de meia hora, apesar de uma melhoria por parte da Académica, a equipa visitante manteve o domínio. No final da primeira parte os estudantes tentam alguns remates, mas sem sucesso.

No início da segunda parte, os capas negras demonstraram maior controlo de bola, com melhor controlo face ao contra-ataque da equipa arouquense. Ambos os treinadores efetuaram alterações aos 11 iniciais, com duas substituições por parte da Académica e uma do Arouca. Ao minuto 75’, um alívio da defesa do Arouca leva a uma disputa entre um elemento de cada equipa que resulta numa colisão violenta.

Minutos depois, o contra-ataque da Briosa leva a um cartão amarelo para Lawrence Ofori do Arouca. Com 5 minutos adicionais, a Académica finda o jogo com alguns cruzamentos mas sem causar perigo ao adversário, como na maior parte dos seus processos ofensivos. A equipa do distrito de Aveiro rematou com perigo mas a bola acabou por falhar o alvo. Mimito, jogador dos capas negras, recebeu cartão amarelo nos últimos 10 minutos da partida.

Armando Evangelista referiu que “o processo ofensivo da AAC é dificilde controlar”. Ainda assim louvou a coesão defensiva dos seus jogadores num jogo dificil e bem disputado. Justificou a luta pelos lugares de subida com o facto de, na sua opinião, ser “o ano mais competitivo e equilibrado da II Liga”.

Rui Borges, treinador da Académica, justificou a derrota como resultado de um erro cometido ao início do jogo, do qual a equipa não recuperou. Adicionou ainda que a equipa “não teve capacidade  de confrontar a linha defensiva da equipa oposta’’.

O próximo jogo a ser disputado pela Briosa vai decorrer no próximo sábado, dia 8, contra o Mafra.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top