All for Joomla All for Webmasters
Cidade

Regresso do projeto voluntário “Refeição (de)vida”

Fotografia gentilmente por DG/AAC

Perante as desigualdades sociais na comunidade conimbricense, Ana Rita Jesus explica que “não pode haver indiferença”. Projeto pretende união entre os estudantes e a comunidade de Coimbra. Por Andreia Júlio

“Refeição (de)vida” é o nome da iniciativa de voluntariado que arrancou no dia 12 de abril, que visa a recolha e entrega de refeições em Coimbra .O projeto, recuperado pela Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC), pretende combater o desperdício nas cantinas universitárias e auxiliar as pessoas mais desfavorecidas da comunidade. 

Segundo a responsável pelo projeto e vice-presidente da DG/AAC , Ana Rita Jesus, a iniciativa surgiu para combater o desperdício alimentar e combater a exclusão social . A dirigente garante que este projeto ”é um passo muito importante na união entre a AAC e a Universidade de Coimbra” 

A AAC desde o início do mandato começou a estabelecer ligações com várias entidades,  como os  Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra (SASUC) e o Núcleo de Coimbra da Re-Food “para ver qual era a melhor forma de levar este projeto para a frente”, conta Ana Rita Jesus. Acrescenta ainda que depois de alguns meses a organizarem as rotas e os processos de armazenamento, no dia 26 de março assinaram o protocolo final.

A iniciativa realizada todos os dias conta com criação de refeições por parte dos SASUC que garante também o armazenamento dos excedentes, ”em condições restritas e com bastante controlo para que a segurança alimentar não falhe”, reitera Ana. Por volta das 21h15, a equipa da Re-Food em conjunto com os voluntários faz a recolha das refeições , “o giro”, e numa fase seguinte distribuem os excedentes a várias associações .   

Com a pandemia a acentuar as desigualdades sociais na comunidade conimbricense, a responsável pelo projeto sublinha a necessidade de intervenção: “Não pode haver indiferença. A intervenção no desperdício alimentar já era um dos objetivos da AAC, segundo a responsável pelo projeto que afirma que apesar de ter diminuído devido às cantinas não estarem a trabalhar a cem por cento, têm conseguido obter vários excedentes. 

A AAC, para além de ser responsável pelo recrutamento de voluntários para a realização dos “giros” com a Re-Food é também o “vértice da comunicação entre as duas entidades cooperativas”, como enfatiza a vice-presidente. Apesar de nos mandatos anteriores este projeto ter sido suspenso, Ana Jesus garante que estão sempre a par de todo o processo para que nada falhe, certificando-se que  “todos os dias sejam recolhidos os excedentes das cantinas de forma a ajudar a população”.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top