All for Joomla All for Webmasters
Desporto

Golo ao cair do pano entrega segunda derrota seguida à Académica

Diogo Machado

Briosa mantém-se no terceiro lugar, com 42 pontos. Pedro Roxo marca presença na sala de imprensa e alerta entidades competentes para “pôr mão nisto”. Texto por Inês Rua e fotografias de Diogo Machado

Nesta tarde de segunda-feira, no Estádio Cidade de Coimbra, a Académica defrontou o Varzim, na 22.ª jornada da Segunda Liga. Após a derrota na casa do Feirense, que conferiu aos fogaceiros o segundo lugar na Liga, a Académica sai, novamente, com zero pontos desta partida.  

O pontapé de saída às 17 horas marcou o início do jogo entre o terceiro e o último classificados da tabela. Aos 19 minutos, o cruzamento certeiro de Sanca assistiu o golo de João Mário. Aos 36 minutos, os lobos do mar conseguiram uma oportunidade para virar o jogo: o golo de Patrick igualou o marcador. Nos cinco minutos finais, apesar da possibilidade conferida pelo passe rasteiro de Sanca, João Mário não conseguiu dar a superioridade à equipa. A primeira parte terminou com o resultado empatado a uma bola. 

No segundo tempo, ambas as equipas tentaram chegar ao golo. A defesa de Ricardo Nunes impediu que Mayambela desse a vantagem à Briosa, aos 68 minutos. O remate de Patrick, aos 74 minutos, fez com que o banco da Académica levasse as mãos à cabeça, mas a tentativa acabou por sair ao lado da baliza dos estudantes. Foi já no tempo de compensação que a recarga do avançado cabo-verdiano, após o penalti defendido por Mika, consumou a vitória do conjunto poveiro. 

Num total de 12 vitórias ao longo desta época, este jogo culminou na segunda derrota da Académica em casa. O treinador dos visitantes, António Barbosa, destaca que ser o segundo clube a ganhar em Coimbra “é mérito dos jogadores e de quem lhes deu condições para tal”. 

Já o técnico dos capas negras, Rui Borges, considera que a equipa se encontra numa fase menos positiva, ainda que não atribua grande importância à mesma. Embora destaque o bom desempenho dos jogadores, justifica que “perdemos porque não fomos competentes”. “Agora é levantar a cabeça, há muito jogo pela frente e vão ter de levar connosco”, conclui. 

O presidente da Académica, Pedro Roxo, aproveitou o final do desafio para declarar que a Académica se sente afetada e que “alguém responsável tem de pôr mão nisto”. “Vejam de onde são determinados árbitros, onde já estiveram, quais foram os resultados em certos campos em que apitaram e façam o somatório”, solicitou o presidente. 

Após este jogo, o Varzim sobe para os 18 pontos, embora ainda esteja nos lugares de despromoção da Liga Sabseg. A Académica mantém-se com 42 pontos, pelo que o jogo em casa do Penafiel, no próximo dia 7 de março, se antevê decisivo na luta pela subida na tabela classificativa.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top