All for Joomla All for Webmasters
Cultura

“AGORA É QUE SÃO ELAS!” realça o papel das Mulheres na cultura

Tiago Cerveira

Iniciativa apresenta vídeos centrados em obras de várias artistas sobre a figura feminina. Objetivo é dar destaque à Mulher e atenuar desigualdade de género no setor. Por Mafalda Pereira e Maria Salvador

Parado durante um ano devido à Covid-19, o ciclo de conversas “AGORA É QUE SÃO ELAS!”, que nasceu em 2017,  regressa de 8 a 31 de março adaptado à realidade pandémica. O projeto, organizado pela Casa da Esquina em parceria com o movimento GRAAL, pretende dar visibilidade às mulheres da cultura através de um conjunto de vídeos disponibilizados nas redes sociais. 

Segundo Filipa Alves, uma das coordenadoras, a reinvenção da iniciativa retoma a necessidade já existente de dar destaque a figuras como atrizes e escritoras “ainda com um campo representativo muito pequeno na sociedade”.  Para além disso, surge a urgência de “homenagear e lembrar” a cultura, um setor muito afetado pela pandemia e com um papel essencial “como forma de expressão do indivíduo e também de uma atitude perante a vida”, acrescenta. 

O programa desta edição é composto por oito vídeos, partilhados no Facebook, Instagram e YouTube da Casa da Esquina e do GRAAL, que contam com a participação de oito intérpretes da cidade de Coimbra. De três em três dias é divulgada uma apresentação de três minutos, na qual é dada voz a um poema, a um excerto de um livro ou a uma peça de teatro “escrita por mulheres sobre mulheres”. 

Num setor ainda marcado pela desigualdade de género, Filipa Alves explica que “sobretudo nos lugares de chefia, a cultura necessita de muito trabalho para atenuar estas diferenças”. A coordenadora do projeto ilustra esta ideia com referência a um estudo recente do jornal Público que revela que os lugares do teatro na Europa são ocupados na maioria por homens.

Com os habituais debates presenciais impedidos de acontecer, Filipa Alves espera conseguir manter a boa adesão das edições anteriores e “chegar ainda a mais pessoas através das redes sociais”. Apesar da ajuda dos meios eletrónicos, voltar às conversas presenciais é o objetivo. 

Artigo atualizado dia 12 de março às 16h51.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top