All for Joomla All for Webmasters
Desporto

Académica soma a terceira derrota nos últimos quatro jogos

Julia Floriano

Vizela garante 16.º jogo consecutivo sem perder, e pressiona a equipa dos estudantes na tabela classificativa. Rui Borges reiterou a importância de ganhar a próxima partida. Texto por Ana Rita Baptista e Marília Lemos e fotografias por Julia Floriano

A Académica defrontou hoje o Vizela, no Estádio Cidade de Coimbra, num jogo a contar para a 24.ª jornada da Segunda Liga. Mohamed Bouldini, o melhor marcador da liga, continuou ausente devido a lesão.  O técnico da briosa optou por manter o 11 do último jogo que lhe trouxe a vitória frente ao Penafiel. Essa sorte não se manteve nesta manhã de sábado, em que o Vizela se superiorizou à equipa da casa, acabando o jogo com o resultado de 3-1.

Foi ao fim de oito minutos após o apito inicial que o Vizela estreou o marcador com um golo de Cassiano com a assistência do médio Samu. O segundo dos visitantes não tardou em chegar, e foi logo aos 13 minutos em que um cruzamento certeiro de Kiko Bondoso, vindo da esquerda, fez com que Francis Cann aumentasse a vantagem para os vizelenses. Foram uns primeiros 15 minutos de jogo em que a Académica se mostrou apática perante a equipa de fora que conseguiu dominar.  

Reação academista 

Aos 14 minutos de jogo os estudantes conseguiram assustar os adversários, naquele que seria o primeiro golo da equipa, apontado por João Mário, mas o árbitro da partida surpreendeu os conimbricenses com um fora de jogo duvidoso, que anulou o golo da briosa. E foi assim que, ao fim de um quarto de hora de jogo e já com dois golos sofridos, a equipa de Rui Borges começou a despertar. 

O tão esperado golo da Académica acabou por chegar aos 30 minutos por intermédio de Fabinho. O golo foi produto de uma perfeita articulação entre o capitão Traquina que cruzou a bola para a entrada da área onde apareceu Fabinho para finalizar com um remate rasteiro.

Apesar do bom momento dos estudantes na partida, a confiança voltou a ir abaixo aos 43 minutos. O terceiro golo do Vizela, marcado contra a corrente de jogo, chegou através de um livre direto cobrado por Samu, para surpresa de Mika, que viu a bola passar pela parte de fora da barreira, ficando a ideia que esta foi mal colocada. 

Faltou eficácia 

A Académica entrou na segunda parte com vontade de mudar o marcador e apesar de ter disposto de boas oportunidades para tal, não teve a eficácia necessária. Traquina aos 46 minutos contou com uma chance flagrante para fazer golo, mas apesar de bom cruzamento de Leandro Sanca o capitão da Académica não conseguiu finalizar com sucesso. 

Apesar de o jogo se manter equilibrado, a equipa do Vizela conseguiu controlar o marcador, mantendo-o inalterado. Sanca ao minuto 85 após cruzamento da esquerda ainda tentou o remate à baliza mas a bola saiu muito por cima do alvo. Rafael Furtado aos 86 e Mayambela aos 93 viram também as suas oportunidades passar ao lado. 

O Vizela assegurou assim a vitória e passou para os 16 jogos sem sofrer derrotas. Após este desaire, a Académica fica pressionada na tabela classificativa, com o Vizela a apenas um ponto da equipa de Coimbra na Liga Sabseg. 

O treinador dos visitantes, Álvaro Pacheco, destacou a estabilidade que a equipa manteve no jogo e considera a vitória como “mais que justa”. Referiu ainda que “qualquer que fosse o resultado, o próximo passo ia ser sempre o mesmo – a preparação para o jogo seguinte”.

Já o técnico dos capas negras, Rui Borges, considera que a equipa adversária “ganhou porque mereceu”, mas reconhece o crescimento da Académica ao longo da partida. O treinador reiterou ainda que “o objetivo é subir de posição, e para isso precisamos ganhar o próximo jogo”. 

A Académica vai voltar a debater-se em campo no próximo domingo, dia 21, pelas 11h15, no terreno da Oliveirense, num jogo a contar para a 25.ª jornada da Segunda Liga.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top