All for Joomla All for Webmasters
Desporto

Bis de Bruno Teles conquista mais três pontos para a Académica

Inês Rua

Capas negras defrontaram viseenses em dia cinzento. Académica cada vez mais perto do primeiro lugar e Académico de Viseu preso na 16.ª posição. Por Jorge Correia e Inês Rua

Nesta tarde de domingo, a Académica recebeu em casa o Académico de Viseu, na 18.ª jornada da Segunda Liga. Depois do empate no último jogo com o Leixões, a briosa voltou às vitórias com um bis do defesa Bruno Teles. O treinador Rui Borges optou por fazer algumas alterações ao 11 inicial da jornada anterior. Mohamed Bouldini, o melhor marcador da liga, regressou à titularidade e voltou a ocupar a frente de ataque. Chaby, no meio campo, e Silvério, na posição de defesa-central, foram selecionados pelo técnico para o início da partida. 

O pontapé de saída às 14 horas marcou o começo de uma primeira parte dominada pelos estudantes. Sem grandes oportunidades de golo, o primeiro tempo teve apenas um ponto alto para cada uma das equipas. Ao minuto 28, um remate cruzado de Zimbabwe culminou numa possibilidade de golo, mas a bola passou por cima da baliza. A vez da Académica ocorreu ao minuto 32, com um cabeceamento de Bouldini que se revelou apenas uma tentativa falhada. A primeira parte chegou ao fim com a briosa a deter 72% de posse de bola, mas sem ter criado grande perigo à baliza adversária. 

No segundo tempo, Bruno Teles inaugurou o marcador ao minuto 52. A falta de Mathaus sobre Bouldini deu vantagem à Académica com a marcação de uma grande penalidade. Dez minutos depois, os viseenses alcançaram a oportunidade para virar o jogo: o golo de Paul Ayongo empatou a partida. 

Ao minuto 73, a expulsão de Joel Monteiro trouxe a superioridade numérica aos capas negras. Bouldini aproveitou a circunstância pouco depois com um cabeceamento à baliza do opositor, mas Ricardo Fernandes evitou o golo ao avançado marroquino. A boa defesa de Mika afastou a hipótese de Paná dar a liderança no marcador ao conjunto viseense ao minuto 85. A vantagem da Académica foi conseguida ao minuto 88 com novo golo de Bruno Teles, desta feita de fora de área, com assistência de Ricardo Dias. Já na compensação, Dani perdeu a oportunidade de fazer o 3-1 ao falhar isolado a baliza do Académico. 

O treinador dos visitantes, Pedro Duarte, reconheceu as dificuldades da equipa em recuperar a bola, nos primeiros 45 minutos. Mesmo com as melhorias na segunda parte, “acabámos por não conseguir o ponto que tanto queríamos”, referiu. Concluiu que os erros têm de ser apurados para depois serem corrigidos e a equipa poder melhorar, pois na segunda volta vai existir mais competição entre os clubes que pretendem a ascensão de posicionamento. 

Já o técnico dos capas negras, Rui Borges, embora aponte algumas falhas da equipa na finalização, não deixa de sublinhar que os seus jogadores estiveram “dinâmicos” na segunda parte. “Tivemos muita qualidade individual e coletiva”, destacou. 

Após esta partida, os estudantes mantiveram o segundo lugar na liga, com 36 pontos. A Académica encontra-se a 2 pontos de desvantagem do Estoril, que só joga na terça-feira contra o Arouca, e a 2 de vantagem face ao Feirense, que conquistou no passado sábado uma vitória sobre o Desportivo de Chaves. 

A Académica vai defrontar o Estoril, no Estádio António Coimbra da Mota, no próximo dia 6 de fevereiro, às 20h30, num jogo que se antevê decisivo para ambas as equipas. 

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top