All for Joomla All for Webmasters
Ensino Superior

Relatório e Contas da QF’20 por aprovar em segunda Assembleia Magna

Tomás Barros

Eleições para a DG/AAC com data marcada. Divulgação da Magna posta em causa por vários estudantes. Tomás Barros e Bruno Oliveira

Foi no auditório da reitoria, por volta das 18h, que se realizou a segunda Assembleia Magna (AM) deste ano letivo, onde estiveram presentes cerca de 200 estudantes. Para além da ordem de trabalhos proposta, esta Magna fica marcada por uma grande contestação de vários estudantes. O Dux Veteranorum mostrou-se descontente pelo Conselho de Veteranos da Universidade de Coimbra – Magnum Concilium Veteranorum (MCV) não ter sido consultado para a revisão do regulamento da Queima das Fitas (QF). Além disso, muitos estudantes pediram a palavra para condenar a falta de divulgação desta AM.

Numa das suas intervenções, a presidente do Conselho Fiscal da Associação Académica de Coimbra (CF/AAC), Dora Santo, apresentou as datas para as próximas eleições da Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra. As candidaturas podem ser apresentadas até dia 12 de novembro, e o ato eleitoral vai acontecer dia 19. Caso os estudantes queiram votar antecipadamente podem fazê-lo no dia 16 do mesmo mês. O Regulamento Eleitoral foi aprovado com os votos de 209 estudantes.

No que toca à QF, foram apresentados o Relatório e Contas de 2020 e o Regulamento da QF, no entanto, apenas o segundo foi aprovado. A presidente do CF/AAC, que tomou posse dia 2 de novembro, explica que o órgão ainda não teve tempo para reunir e emitir um parecer. O Secretário-Geral da QF, Leandro Marques, naquela que diz ser a sua última intervenção como dirigente associativo, apresentou as contas da QF e expôs os planos que tinha para 2020. 

No momento final da AM, reservado para o debate de outros assuntos, vários estudantes foram até ao púlpito questionar a mesa da AM acerca de uma alegada falta de divulgação deste evento. Intervenções que geraram uma série de respostas e contra-respostas entre esses estudantes, o presidente da DG/AAC, o presidente da Mesa da Assembleia Magna, o Secretário-Geral da QF e outros. Para além de pedirem a palavra, dois estudantes, ergueram uma tarja onde se lia: “Magna às escondidas”.

Diogo Vale estudante da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, apresentou uma moção que acabou por não ser aprovada devido a não haver quórum. Daniel Azenha dirigiu-se ainda ao auditório para lamentar a perda de Paulo Martins, e também para dar os parabéns à AAC pelos 133 anos, comemorados no dia 3 de novembro.

Artigo atualizado às 23h12.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top