Cultura

Acordes de guitarra portuguesa marcam os grandes nomes do fado de Coimbra

Maria Monteiro

Concerto contou com adesão dos espectadores, apesar do contexto de pandemia. A receita dos bilhetes foi revertida à pró-secção de Boccia da Associação Académica de Coimbra. Por Cátia Gonçalves

Foi hoje, no Teatro Académico Gil Vicente (TAGV), que decorreu o Concerto do XVII Mês do Fado, onde se homenageou artistas marcantes do centenário do fado coimbrão da Geração de Oiro. Organizado pela Secção de Fado da Associação Académica de Coimbra (SF/AAC), o evento contou com a participação de vários grupos pertencentes à secção, assim como convidados ligados ao género musical. 

Os primeiros acordes foram dados pelo Grupo de Fado da Escola de Música da SF/AAC com a entoação de músicas populares portuguesas. De seguida, a atuação da Orquestra Típica e Rancho da SF/AAC, cantou “Serenata ao Mondego” , tema adaptado ao fado por Artur Paredes, um dos grandes nomes da noite. A segunda e última música do grupo, “Vira de Coimbra” , foi acompanhada pelas palmas entusiastas da plateia. 

O grupo de fado Capas ao Luar , também da SF/AAC, por sua vez, fez ode a Lucas Junot, Armando Goes e Paradela de Oliveira, com músicas sempre alusivas à cidade. Edmundo Bettencourt e António Menano foram outros dos artistas de renome cuja contribuição para o fado de Coimbra foi congratulada, e viram alguns dos seus temas interpretados ao longo da noite. 

O evento contou com a participação de convidados como Margarida Corte-Real, no piano, Arturo Lopez, na voz e também do grupo Cordis, composto pelo pianista Paulo Figueiredo e Bruno Costa, na guitarra portuguesa. A Estudantina Universitária de Coimbra participou com os títulos “Coimbra, Menina e Moça” e “Maria”, poema de Antero de Quental. O grupo Capas ao Luar encerrou o evento com a “Balada de Coimbra”.

O valor dos bilhetes foi revertido à pró-secção de Boccia da Associação Académica de Coimbra. O presidente da pró-secção, Bernardo Lopes, teve oportunidade de subir em palco, onde pôde agradecer à organização do concerto, e também ao vice-reitor da Universidade de Coimbra, Delfim Leão. 

Artigo atualizado dia 19, às 17h44.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top