All for Joomla All for Webmasters
Ensino Superior

QF’20: Conselho de Veteranos decreta mil latas por carro

Inês Duarte

Novas medidas visam controlar desperdícios gerados durante festividade. Carros que não cumprirem o limite não participam. Por Cátia Beato e Mafalda Pereira

As normas e regulamento do Cortejo da Queima das Fitas 2020 (QF’20) sofreram alterações por parte do Conselho de Veteranos da Universidade de Coimbra – Magnum Concilium Veteranorum (MCV). A partir de agora, cada carro está limitado a levar mil latas de cerveja e, caso não sejam cumpridos os requisitos necessários, ficam impedidos de participar no desfile.

O dux veteranorum do MCV, Matias Correia, explica que a redução do número de latas é uma medida necessária para controlar o problema do desperdício. “O número mil permite que a festa se mantenha, sem o excesso de latas habitual”, expõe. Além disso, refere que o cortejo é noticiado “pelas piores razões” e que os “banhos de cerveja” causam desconforto aos que querem assistir.

Matias Correia esclarece que este ano todos os carros ficam sujeitos a uma inspeção prévia, para assegurar que estão a obedecer às normas implementadas. “Os carros que não estiverem de acordo não participam”, alerta o dirigente.

Uma das motivações do MCV é desvincular os estudantes das latas, segundo Matias Correia. O dirigente apela ao engenho da comunidade académica, para que as latas sejam substituídas por outro tipo de iniciativas que contribuam para o cortejo.

Neste dia a Resíduos Sólidos do Centro, S.A (ERSUC) vai disponibilizar vários pontos de recolha e reciclagem ao longo do percurso, assegura o dux veteranorum. Declara ainda que está a ser analisada a possibilidade de introduzir um contentor em cada carro para que seja entregue um prémio ao que “angariar mais lixo”.

Para os estudantes, a medida é drástica. A presidente da comissão de um dos carros de Medicina, Beatriz Catita, concorda com a norma, mas considera que é “mais uma questão da imagem da Universidade de Coimbra do que uma questão ambiental”. A comissária acha que o impacto pretendido não vai ser alcançado, uma vez que “as pessoas vão recorrer mais ao plástico e este é mais poluidor do que o metal”.

“Um choque para todos os carros, ninguém estava à espera”, confessa o presidente da comissão do carro de Engenharia Mecânica, João Pereira. Para o estudante, esta é uma medida que já devia de ter sido imposta há algum tempo, “sujeita a um período de adaptação”. Ambos os representantes acreditam que a nova medida não vai afetar o decorrer do tradicional cortejo da Queima das Fitas.

[Artigo atualizado às 22:33]

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top