Desporto

Futsal da AAC sobe de divisão para secção desportiva

Fotografia cedida por SF/AAC

Futsal da Académica pode agora contar com apoios do Conselho Desportivo. Ausência de pavilhão para prática da modalidade é visto como entrave ao desenvolvimento da secção. Por Francisco Barata

O futsal da Académica tornou-se hoje a 27º secção desportiva da Associação Académica de Coimbra (AAC). Por indicação do Conselho Desportivo da AAC (CD/AAC), o clube com mais categorias desportivas do país passa a contar com uma nova modalidade debaixo da sua égide.

O secretário-geral do CD/AAC, Miguel Franco, relata que até ao momento a então Pró-Secção de Futsal “não recebia qualquer tipo de verbas por parte do CD/AAC”. A partir de agora, passa a beneficiar de financiamento proveniente deste órgão. O dirigente associativo afirma ainda que os pais dos atletas do futsal da Académica mostraram “um enorme esforço” e que foi com “a sua ajuda que a secção conseguiu passar a secção desportiva”.

Já o vice-presidente da Secção de Futsal da AAC (SF/AAC), Sérgio Santos, destaca que a secção pode “assumir outro tipo de compromisso e envolvimento com os patrocinadores”, além de permitir fazer “outro tipo de iniciativas”. Revela, porém, que a falta de espaço físico para jogar é, para já, a “grande preocupação” da SF/AAC.

Na base da passagem para secção desportiva esteve, segundo Sérgio Santos, “a existência de uma equipa sólida, tanto na direção como no campo desportivo”. “A demonstração de resultados financeiros estáveis exibidos perante o CD/AAC” foi também um aspeto que jogou a favor da Pró-Secção na altura de passar a secção desportiva, disse o vice-presidente. O dirigente ressalva ainda que um dos pilares do futsal da Académica é a “inclusão social”, e que com a passagem a secção desportiva da AAC o plano para o futuro “é agora mais realizável do que antes”.

À margem desta indicação do CD/AAC, decorreu de 17 a 20 de fevereiro a segunda jornada concentrada de futsal universitário em Vila Real, onde a Académica obteve cinco vitórias em outros tantos jogos. A equipa de futsal da AAC/UC segue em segundo lugar na classificação do apuramento para a Fase Final do Campeonato Nacional Universitário. Em primeiro encontra-se a Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM), com nove vitórias e uma derrota em dez jogos, pelo que contabiliza mais jogos disputados do que a equipa da Universidade de Coimbra.

A terceira e última jornada concentrada de apuramento Norte Centro Sul tem lugar em Coimbra de 9 a 12 de março. Para o treinador da equipa universitária de futsal da AAC/UC, Luís Antunes, o facto de os próximos jogos serem disputados na cidade dos estudantes “ajuda a gerir melhor a condição física dos jogadores”, pois a equipa “acumula mais cansaço nos jogos fora”. Para além disso, vê como positivo jogar com o apoio dos adeptos da Académica e dos estudantes universitários.

Luís Antunes aponta como alguns dos pontos fortes da equipa a “amizade, união e o espírito de grupo” patentes na turma estudantil. O conjunto academicista conta com atletas de clubes que militam no Campeonato Nacional da II Divisão, o que, segundo o técnico da Académica, é uma demonstração da valia da equipa. “É fácil quando as peças são de tanta qualidade”, explica.

Gabriel Guimarães, capitão da equipa masculina universitária, conta que representar a UC é uma responsabilidade, tanto pelo “seu legado desportivo como académico”.  O jogador confessa ainda que a equipa “gosta de passar tempo junta” e preocupa-se “com o símbolo que carrega às costas”.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2022 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top