All for Joomla All for Webmasters
Cultura

“Coimbrã Ex Situ”, arte contemporânea com espírito oitocentista

Francisco Barata

Bacon e Neuhaus são influências na obra de Miguel Ângelo Marques. Artista adverte para necessidade de se ser progressista. Por Francisco Barata e João Gama Duarte.

Abriu hoje a exposição “Coimbrã Ex Situ”, da autoria de Miguel Ângelo Marques, na Galeria V da Rádio Baixa. O artista propôs-se a “transpor os valores do final do século XIX para o presente”, com a elaboração de nove pinturas e de um vídeo.

Quando questionado sobre a origem da inspiração, Miguel Ângelo Marques explica que “a ideia surgiu de uma conversa com o curador do espaço, Rui Barros, que propôs que pintasse a cidade de Coimbra”. O seu trabalho passou por “perceber como é que podia olhar para a cidade de forma diferente”.  Foi nesta reflexão que “surgiu o conceito de pegar num trabalho fotográfico existente e depois pintar sobre ele”, conta o autor.

Para além da cidade de Coimbra em si, a exposição também tem como tema a Questão Coimbrã, que opôs naturalistas e românticos na década de 70 do século XIX. Tal como os pensadores da Geração de 70, também Miguel Ângelo Marques afirma desejar “ ir contra um cânone instituído, contra uma cidade que parece opor-se à arte contemporânea e apegada aos antigos costumes”. Para além destes artistas portugueses, o autor da exposição cita Francis Bacon e Werner Neuhaus como influências no seu trabalho. Inspira-se na arte “que seja bruta e figurativa acima de tudo, e que traga dúvida e questão”.


Miguel Ângelo Marques aponta como preferida a pintura que dá nome à exposição, “Coimbrã Ex Situ”, “porque embora fale sobre uma zona suburbana de Coimbra, parece-se com duas janelas a abrirem-se sobre a cidade”. “Adorei a fotografia original e quis reinterpretá-la à minha maneira”, refere. Quanto ao tema geral da exposição, o artista deixa o recado: “Temos de ser mais reacionários e não nos podemos acomodar, a arte tem de ser progressiva e tem de ser nova”.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top