All for Joomla All for Webmasters
Cidade

Carnaval com ritmo tropical na Baixa de Coimbra

Fotografia cedida por Grupo do Beco

Comunidade brasileira organiza-se para trazer festa à cidade. “Todos temos a ganhar”, afirma dinamizador. Por João António Gama

Começa amanhã, e pela primeira vez em Coimbra, um Carnaval ao estilo brasileiro. A iniciativa é dinamizada pela comunidade brasileira coimbrã e realizada por várias entidades da cidade, entre elas a pastelaria Doce Amor, o Grupo do Beco e o Coletivo Vozes do Mundo. As atividades prolongam-se até dia 25 de fevereiro e espalham-se por vários lugares da cidade dos estudantes.

A celebração começa sexta-feira, no Aqui Base Tango, com a festa “Vermelho é a Cor mais Quente”, mas arranca em pleno no sábado, às 17 horas, com o último ensaio geral do  bateria de Carnaval, conjunto de músicos que toca e acompanha o desfile, e com um espetáculo do Grupo do Beco, no Rugby Lounge Club.

O “bloco” de Carnaval, ponto alto da festa, começa a concentrar-se às 14 horas de domingo, no Terreiro da Erva. Às 17 horas sai em direção à Portagem, passando pela Baixa da Coimbra. Até lá, João Abreu, membro do Grupo do Beco e um dos realizadores do evento, apela à participação da população local, lembrando que a dimensão do projeto tem crescido devido à grande adesão: “O Carnaval é a festa que move o Brasil, mas não temos recebido só apoio da comunidade brasileira”. “Toda a cidade tem contribuído para o projeto e a sua concretização significa a união entre todos”, explicita o organizador.

A ideia de criar esta evento surgiu de uma parceria de João Abreu e Robert Souza, empresário brasileiro, dono da pastelaria Doce Amor e um dos impulsionadores do projeto desde o início. O empresário considera que esta festa é uma forma da comunidade brasileira retribuir o acolhimento português. “O brasileiro sempre foi bem recebido em Coimbra, e esta é uma forma de nos aproximarmos. Todos temos a ganhar”, acredita. Para além deste aspeto, o empresário confia que o Carnaval também vai aumentar o turismo e ajudar o comércio local: “Todos os comerciantes da Baixa apoiam atividade”, afirma.

Segundo João Abreu, “o público brasileiro é carente por uma celebração destas”, explica. Para o organizador, “tornar Coimbra a capital do Carnaval brasileiro em Portugal” é um objetivo, porque a cidade “tem uma das maiores comunidades brasileiras no país”. Para Liana Senna, uma das divulgadoras do evento, “promover a cidade de Coimbra, ao mesmo tempo que se exalta a cultura brasileira é interessante diante o tamanho do evento”.

Com Leonor Garrido e Maria Monteiro.

Fotografia: Grupo do Beco e fãs.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top