All for Joomla All for Webmasters
Cultura

Música tradicional e clássica tem palco na cidade dos estudantes

Fotografia gentilmente cedida pela OAUC

Orquestras académicas reúnem-se pela terceira vez em Coimbra. Edição deste ano pretende dar visibilidade ao trabalho musical da academia. Por Ana Haeitmann e Carlos Torres

Decorre este fim de semana o III Encontro de Orquestras Académicas, inserido no ciclo de música Orphika. O primeiro dia do evento tem lugar no Conservatório de Música de Coimbra, pelas 21h30, e conta com a atuação da Orquestra Académica da Universidade de Coimbra (OAUC) e da Orquestra y Coro de la Universidad Autónoma de Madrid (OCUAM). O segundo dia de espetáculos vai ocorrer no Centro Cultural D. Dinis, às 11 horas, com a participação dos diferentes grupos musicais da Tuna Académica da Universidade de Coimbra (TAUC).

O encontro faz parte da restruturação da Semana Cultural da Universidade de Coimbra (UC), e é promovido pela Reitoria. Organizado pela TAUC em conjunto com a OAUC, tem como objetivo dar a conhecer o trabalho musical produzido no seio da academia de Coimbra à comunidade estudantil. No entanto, segundo Leonor Lopes, vice-presidente da direção da TAUC, “os estudantes têm alguma dificuldade em aderir a este género musical, talvez por desconhecimento”.

Com a aposta na divulgação da iniciativa junto dos órgãos de comunicação da casa, a vice-presidente da TAUC espera “que a adesão seja superior à das edições anteriores”. Esclarece que “ainda há um caminho a percorrer para que este tipo de eventos seja equiparável aos de géneros musicais mais comuns”.

O concerto principal que ocorre no sábado tem como protagonistas a OAUC, uma orquestra sinfónica composta por 70 elementos, e o grupo musical convidado OCUAM composto por 130 músicos. Leonor Lopes conta que a relação entre as orquestras surgiu a partir da integração de uma aluna vinda de Madrid pelo programa Erasmus que fazia parte da OCUAM. “A partir daí estabeleceu-se todo o contacto e conseguiu-se que eles viessem cá”, esclarece a vice-presidente da TAUC.

Na manhã de domingo, o sarau cultural difere-se “por ter como principal fim mostrar a cultura de Coimbra aos convidados e ao público em geral”, refere Leonor Lopes. Este vai ser composto pela Orquestra da TAUC, que no viés tradicional acrescenta o bandolim e a guitarra na sua composição clássica de instrumentos. Além desta, também vai estar presente a Big Band Rags, banda de Jazz da TAUC, e o Grupo de Fados.

No sábado, os bilhetes têm o valor de cinco euros e podem ser comprados no Teatro Académico de Gil Vicente. No domingo, a entrada é gratuita. A programação do ciclo Orphika continua com um concerto de música barroca, pela banda Lá Folia, no dia 20 de novembro na Capela de S. Miguel.

[Artigo atualizado às 19h34]

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2019 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top