All for Joomla All for Webmasters
Desporto

[II Liga] AAC vs Benfica B – os estudantes, um a um

Numa manhã fresca de outuno, João Pimentel e Paulo Sérgio Santos viram César Peixoto ser expulso, Barnes Osei “com pouca vontade de partir os gajos do Benfica”, mas não viram Mauro nem Ki. No fundo, um aperitivo aceitável para o almoço de sábado. Fotografias por Gabriel Rezende

Mika – 6

Imaginem a seguinte cena: Mika “Costa” passeia tranquilamente pelo Alma quando é interpelado por Tiago “septuagenário desconhecido” Pereira, que lhe diz que isso de não sofrer golos quando se joga com o Vildemoinhos é irrelevante. Pronto, agora também não sofreu com as aguiazinhas. Verdade, verdadinha, estivemos lá, vimos, e ainda confirmamos que deve ser a próxima estrela a jogar com os pés.

Mike – 6

Provavelmente acometido por alguma amnésia, passou algum tempo na esquerda, quiçá por sentir que… Já lá vamos. À parte isso, jogou andebol porque não há VAR e ainda se aventurou à central, cabeceando ligeiramente por cima.

Mauro e Ki – 3

Duas pessoas recebem um três. O que significa que cada pessoa recebeu, individualmente, zero. A matemática é simples, passa pelo valor equitativo da soma da importância e do acréscimo de cada um destes indivíduos à instituição Académica. Zero, portanto.

Zé Castro – 5

Quem acompanha este espaço sabe das nossas questões em relação ao Zé. Coloquem as vossas nos comentários à publicação do Facebook. Isto porque cremos ter ouvido demasiados aplausos para trocas de passe que podiam ter sido efectuadas pelos apanha-bolas.

Silvério – 5

Tem o mesmo trato com a bola que nós com lâminas de facas e bicos do fogão. Evitamos ambos com a mesma perícia exímia que Júnio evita a redonda. Menos no golo, aquilo foi uma chinada à Caxinas. E nós não gostamos de facas.

Ricardo Dias – 5

Entrados que estamos no Outono, essa bela estação de tons outonais, vemos com bastante satisfação que o nosso Ricardo anda a distribuir castanhadas a torto e a direito. Nós gostamos mais delas assadas, mas apraz-nos vê-las distribuídas naquele relvado.

Leandro Silva –  5

João Pimentel: “Jogou melhor que nos outros jogos que fez e estava com vontade de partir os gajos do Benfica.”

Paulo Sérgio Santos: “ ”

João Mendes – 6

Teve pormenores de alta intensidade artística, evitando florestas de árvores vermelhas e brancas e tentando minuciar o ataque cof inexistente cof da Briosa. Está para este momento da vida futebolística dos estudantes como um Chaby está ausente.

Barnes Osei – 6

João Pimentel: “Jogou melhor que nos outros jogos que fez. Não estava era com vontade de partir os gajos do Benfica.”

Paulo Sérgio Santos: “Voltou à sua forma acutilante e incisiva, própria de extremos com um jogo vertiginosamente vertical”

Ki – ver acima, por favor.

Derik – 5

Tendo em conta que, de acordo com praticamente todos os sites de informação desportiva, só começou a sua carreira este ano, não está nada mal (repare-se, a este nível, que Romário passou pelos sub20 e seniores do Vasco da Gama, antes de chegar a Portugal e dizer que ia ganhar o título com o Arouca).

Romário – 2

O número de foras-de-jogo que lhe foram assinalados e também o número de vezes que comentamos que parece estar com pouca mobilidade.

Traquina – 3

Quase marcou dois golos. Quase.

Pedro Pinto – /

É novo e, possivelmente, gostaria de usar a camisola 8. Não percebemos, honestamente, porque não lha deram e não nos venham com a questão do respeito e da senioridade.

César Peixoto – 6

Ganhou e foi expulso. Segundo as suas palavras, apenas pediu fora-de-jogo mais efusivamente. Um estudo da Universidade de Keele mostrou que pessoas que dizem asneiras enquanto mergulham a mão numa taça com gelo aguentam mais tempo do que pessoas que não o fazem. Porque são, quiçá, menos efusivas?

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top