All for Joomla All for Webmasters
Ensino Superior

Capas & Kopos acusa SDDH/AAC de falta de isenção

D.R.

Tertúlia descontente com utilização dos Direitos Humanos para fazer valer políticas pessoais. Grupo da FDUC afirma que não tem nada contra a AAC. Por Vasco Borges e Beatriz Furtado

A tertúlia Capas & Kopos publicou, no dia 7 de outubro, um vídeo intitulado “Declaração Anti-Repúdio” na sua página de Facebook. Este surge em resposta à “Declaração de Repúdio” por parte da Secção de Defesa dos Direitos Humanos da Associação Académica de Coimbra (SDDH/AAC), feita na semana passada.

Durante o comunicado, a tertúlia mostrou descontentamento com o facto de “haver estudantes a usar os Direitos Humanos para fazer valer políticas pessoais”. Pede à SDDH/AAC que “não misture ideologias exacerbadas com o papel da secção que precisa de ser isento”. Por fim, acrescenta que a secção não tentou contactar a tertúlia de forma a resolver o problema antes de emitir uma declaração.

O grupo da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (FDUC) ressalvou ainda que não tem nada contra a AAC e acredita que a maioria dos estudantes partilha dos mesmos valores de liberdade pessoal que estes defendem.

A presidente da SDDH/AAC, Luiza Rocha confirmou que não houve contacto com os Capas & Kopos “porque na altura a secção não viu razão para tal”. No que diz respeito ao vídeo salienta que a SDDH/AAC ainda não tem uma resposta formal, mas defende que a declaração de repúdio “não foi feita contra a tertúlia, mas sim contra o ‘flyer'”.

Contactada pelo Jornal A Cabra, a tertúlia Capas & Kopos não quis prestar declarações.

Artigo atualizado às 17h55 de 8 de outubro de 2019

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top