All for Joomla All for Webmasters
Cultura

XVII Jornadas de Cultura Popular do GEFAC celebram a figura feminina

Fotografia gentilmente cedida pelo GEFAC

O papel da mulher na cultura popular é o principal tópico da iniciativa. Passeio etnográfico, concertos, colóquios e sessão de contos guiam esta edição. Por Leonor Garrido e Inês Casal Ribeiro

A XVII edição das Jornadas de Cultura Popular, organizada pelo Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra (GEFAC), começa amanhã, dia 8 de março, e vai decorrer até dia 5 de abril. O tema do presente ano é o papel da mulher enquanto protagonista na preservação da tradição e da cultura popular. “A Mulher e a Cultura Popular: Ofícios, Cantos e Contos” dá o nome às jornadas, cujo arranque coincide com o Dia Internacional da Mulher.

Esta iniciativa costuma ser temática e surge ou da celebração do aniversário do GEFAC ou para homenagear algumas das suas figuras próximas. “Decidimos dedicar e propor reflexão em exclusivo ao papel da mulher na cultura popular”, aponta a presidente da direção do GEFAC e membro da comissão organizadora do evento, Rita Brás.

O programa “oferece atividades diversificadas como concertos, colóquios, congressos e atividades para crianças”, enfatiza Rita Brás. Celina da Piedade e As Ceifeiras de Pias vão abrir a sessão de espetáculos, no dia 9 de março. No fim-de-semana seguinte, os protagonistas vão ser os membros do GEFAC, que apresentam o seu espetáculo “De Lá Para Cá: Cantando e Andando” no Teatro da Cerca de São Bernardo (TCSB).

Seguem-se As Vozes de Manhouce, de S. Pedro do Sul, e As Cantadeiras do Vale do Neiva, do Minho, dois grupos de cantares polifónicos. A jornada termina com uma demonstração da cultura galega, com o grupo Xabier & Adufeiras de Salitre a atuar no Teatro Académico de Gil Vicente no dia 5 de abril.

A questão do orçamento é uma “condicionante na escolha dos convidados”. No entanto, Rita Brás refere que “o GEFAC pretende melhorar a cada ano e trazer sempre grupos novos e de todo o país” que, devido ao tema desta edição, são do reportório feminino.

Além dos concertos, vai haver uma sessão de contos na Casa das Artes da Fundação Bissaya Barreto e um espetáculo, “O Comboio dos Ventos”, no TCSB, ambos destinados a crianças. A presidente salienta que “a grande novidade neste programa é o passeio etnográfico”, onde vão visitar o concelho de Viseu e de Aveiro, a zona de Lafões e cantar com grupos dessas regiões.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top