All for Joomla All for Webmasters
Desporto

Secção de Natação da AAC nada até às conquistas

Imagem gentilmente cedida pela Secção Natação AAC

O clube da AAC destacou-se pelo desempenho realizado pelos seus atletas. Nadadores afirmam que apesar das dificuldades, o esforço é recompensado. Por Leonor Garrido e Diana Ramos

O Campeonato Interdistrital de Piscina Longa decorreu durante os dias 15, 16 e 17 de março no Centro Olímpico de Piscinas, em Coimbra. Na competição participaram as categorias juvenis, juniores e absolutos da Secção de Natação da Associação Académica de Coimbra (SN/AAC). A Académica foi o clube com mais participantes, num total de 42 atletas inscritos e obteve 13 medalhas, sete em masculinos e seis em femininos.

O coordenador técnico da SN/AAC, Miguel Abrantes clarifica que a equipa se “tem mantido consistente ao longo dos anos”. Ainda que seja um grupo constituído sobretudo por estudantes universitários, os deveres académicos não comprometem o esforço que é exigido pela modalidade. “Há vários atletas a serem chamados às seleções nacionais e, alguns, a treinarem nos centros de alto rendimento”, acrescenta Miguel Abrantes.

O dirigente da SN/AAC explica que “este campeonato permite o acesso às provas de caráter nacional”. Sublinha também que “a secção está na primeira linha da natação distrital, bem como na natação nacional”.

Gustavo Madureira, atleta da secção que participou no campeonato interdistrital, afirma que os seus registos de tempo dentro de água, “para esta altura da época, estavam de acordo com aquilo que foi planeado, o que é um bom indicador”. Salienta que a secção deveria apostar mais no suporte a nível financeiro, pois “se o objetivo é marcar pela diferença, deve ser feito um investimento nos atletas e nas suas condições, para que estes possam dar o passo seguinte”.

Tatiana Santos, representante da SN/AAC e trabalhadora realça o quão abdicou, como outros atletas, pelo sucesso desportivo. “Acabo por treinar muito tarde, para no dia seguinte ir trabalhar cedo”, revela. Não obstante, define como “maior desafio” não desistir e “treinar o máximo possível”, ainda que a natação seja um desporto exigente.

O atleta da Secção de Natação da AAC ressalva ter “orgulho em representar a AAC durante todos estes anos”. No que diz respeito à natação, Gustavo Madureira espera “levar o nome da Académica e o seu símbolo ao peito, no mais alto patamar”, termina.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top