All for Joomla All for Webmasters
Cultura

Música nos Jardins: Oportunidade de subir ao palco nas noites do Parque

André Crujo

Concurso de bandas dinamizado pela organização da Queima das Fitas primou pela diferença de sonoridades. Músicos destacam a relevância deste tipo de iniciativas para se darem a conhecer ao público. Por João M. Mareco e Paula Martins

Nos Jardins da Associação Académica de Coimbra (AAC) a noite foi de muita música com quatro bandas de garagem: os Toothless, Os Maria Rapaz, o Firgun e os Marufa, banda vencedora do concurso. Em comum ambicionavam atuar no palco principal da Queima das Fitas (QF). O concurso de bandas foi promovido pelo pelouro da Cultura da Comissão Organizadora da Queima das Fitas de Coimbra de 2019 (COQF) e destacou-se pela diversidade no estilo musical.

Pelas 21h30 da noite de 29 de março, à medida que as primeiras guitarras foram ecoando nos Jardins da AAC, o público aparecia, ainda que com alguma timidez, o que foi contrariado com o passar da noite.  O espaço começava, então, a compor-se pelos que, em torno das mesas e com muita conversa à mistura, não deixavam de fixar o olhar no palco.  

A banda vencedora vai ter a oportunidade de atuar no palco principal da QF, enquanto a segunda classificada vai poder participar na Récita das Faculdades. Já o terceiro lugar vai ter direito a um bilhete pontual por cada elemento para entrar no Parque da Canção. Para eleger os vencedores, o júri avaliou aspetos como a originalidade, a afinação, a letra e a presença em palco.

“É extremamente importante o público português apoiar projetos nacionais”

Ao sair do palco, o vocalista dos Toothless salientou a importância do apoio aos projetos nacionais. Na opinião de Susana Silva, membro d’Os Maria Rapaz, a pouca adesão é consequência de o concurso ter sido realizado numa sexta-feira, altura em que os estudantes regressam às suas casas.

Todas as bandas ao terminar a atuação agradeceram a oportunidade que lhes foi dada para mostrar o seu trabalho. Na opinião dos músicos este tipo de iniciativas é fundamental para se darem a conhecer ao público. Embora a plateia tenha sido reduzida, no final do evento saudou os artistas com uma longa salva de palmas.

Fotografias por João M. Mareco e Paula Martins

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top