All for Joomla All for Webmasters
Cultura

IV Ciclo de Concertos de Coimbra regressa a pontos emblemáticos da cidade

Fotografia gentilmente cedida por Tiago Nunes

Várias personalidades da música vão atuar em Coimbra. O último concerto tem uma vertente solidária. Por Paula Martins e Mariana Nogueira

“A cidade Mágica” é o mote da quarta edição do Ciclo de Concertos de Coimbra. A iniciativa  que vai decorrer nos próximos dias 15, 16 e 17 de março, percorre os pontos mais emblemáticos da cidade com oito concertos. A programação, este ano, conta com dois artistas de referência, o pianista Adriano Jordão e o maestro Vitorino d’Almeida.

O diretor artístico e pianista, Tiago Nunes, começa por explicar que o objetivo do programa é envolver a cidade no seu conceito mais tradicional. Na génese da “Cidade Mágica” nasceu uma vertente solidária que pretendia “ajudar associações de cariz social de Coimbra”. No sentido de intensificar a oferta cultural da cidade, estes concertos abrangem “uma programação diversificada e visam homenagear sempre algum artista português”, revela.

Como a essência do projeto “é criar uma atividade para as pessoas, através da música e da cultura em torno da cidade, alguns dos concertos têm obras de compositores conimbricenses”, elucida o diretor artístico. O mesmo assegura que, para além dos artistas de renome, vão atuar interpretes no início de uma carreira internacional. Como é o caso da pianista, Inês Filipe.

No concerto de abertura, vai estar presente Adriano Jordão, pianista que comemora 50 anos de carreira. A fechar o Ciclo de Concertos de Coimbra, parte da bilheteria da atuação do maestro António Vitorino d’Almeida vai reverter a favor da Rotary Clube de Coimbra. Esta é uma rede global de profissionais e lideres comunitários que faz parceria com várias organizações humanitárias internacionais. “Este dinheiro vai ajudar a pagar bolsas de estudo para alunos da Universidade de Coimbra”, garante Tiago Nunes.

Dos três concertos com entrada paga, o de homenagem a Amália Rodrigues já se encontra esgotado. No que toca aos concertos de entrada livre, “quem quiser assistir terá de comparecer 15 minutos antes, no local do concerto, para garantir o seu lugar”, recomenda o diretor e criador do evento.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top