All for Joomla All for Webmasters
Cultura

“A Criada Zerlina” vem servir no TAGV

Valentina Caetano

Peça marca estreia do realizador no TAGV. Realizador pretende romper limites estabelecidos entre a representação e a sétima arte. Por João M. Mareco

Coimbra é a segunda cidade portuguesa e receber “A Criada Zerlina”, peça encenada pelo realizador João Botelho. O trabalho será exibido no dia 8 de março, às 21h30, no Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV).

Habituado a registar encenações através do olhar das câmaras, o realizador português assume o papel de encenador teatral e trabalha um texto do escritor austríaco Hermann Broch. O repto foi lançado pelo Centro Cultural de Belém (CCB) e aceite por João Botelho e Luísa Cruz, atriz que interpreta a personagem principal.

“A Criada Zerlina” pretende ser uma peça figurativa de todas as facetas humanas e representar as constantes contradições existencialistas do ser. “É uma linguagem universal de todas as condições do ser humano, desde a amargura, a revolta, a vingança e o sofrimento”, afirma o encenador.

A peça relata os anos posteriores à Segunda Guerra Mundial, onde as mulheres ocupavam os lugares deixados pelos homens que lutavam no conflito bélico. Acompanha a emancipação feminina, enaltecendo-a. A figura feminina é interpretada pelo monólogo de Luísa Cruz que, na opinião de João Botelho, “é uma atriz de outro mundo”. A cenografia ficou a cabo de Pedro Cabrita Reis.

Luísa Cruz (fotografia por José Frazão)

O realizador pretende romper os limites estabelecidos entre a representação e a sétima arte, considerando que o audiovisual está “um bocado corrompido” e que, ao contrário das salas de cinema, o teatro “é mais digno e a concentração é possível”.

A peça estreou em Lisboa no dia 21 de fevereiro e permaneceu em exibição no CCB até 6 de março. Na opinião do produtor da peça, Nuno Pratas, “é sempre uma alegria vir a Coimbra”. O produtor destaca a “boa relação com o TAGV” e a existência de cursos ligados ao teatro nas várias instituições de Ensino Superior da cidade.

Esta peça é apresentada no âmbito da XXI Semana Cultural da Universidade de Coimbra e do Dia Internacional da Mulher. “A Criada Zerlina” será depois exibida no dia 27 de março no Teatro Municipal de Bragança.

Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra

Rua Padre António Vieira, Nº1 - 2ºPiso 3000 Coimbra

239 851 062

Seg a Sex: 14h00 - 18h00

© 2018 Jornal Universitário de Coimbra - A Cabra

To Top